Temer destaca empenho de Giacobo para viabilizar Perimetral Leste

O presidente Michel Temer cumprimentou nesta sexta-feira, 21, o deputado federal Fernando Giacobo (PR) pelo empenho em viabilizar as obras da Perimetral Leste e da segunda ponte entre Brasil e Paraguai, ligando a região do Porto Meira em Foz do Iguaçu e a cidade paraguaia de Presidente Franco.

“Parabéns pelo empenho e dedicação, agora as obras já são uma realidade”, disse Temer ao se encontrar com Giacobo antes de assinar junto com o presidente do Paraguai, Mario Abdio Benitez, a autorização para execução de mais duas pontes, e obras complementares, entre os dois países. A segunda ponte e a Perimetral Leste estão orçadas em US$ 110 milhões (R$ 400 milhões) e serão pagas com recursos da Itaipu Binacional.

“Encerro meu quarto mandato com a garantia de execução dessas duas grandes obras. Todos sabem o quanto me empenhei para viabilizar a Perimetral Leste por todos os meios no governo federal. Este era meu principal compromisso e agradeço aos presidentes Temer e Marito que compreenderam a importância dessas obras para Foz do Iguaçu e ao Paraná. Tenho certeza que o presidente Jair Bolsonaro também considera fundamental a construção dessas duas pontes para o desenvolvimento do Brasil e do Paraguai”, disse Giacobo.

Turismo e empregos – O deputado adiantou que o presidente eleito pediu para que a Itaipu Binacional e o Ministério dos Transportes, através do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), executem e fiscalizem de forma direta as obras das duas pontes. “Encerramos o ano e estamos dando uma resposta à sociedade e a população de Foz do Iguaçu que há muito tempo espera pela segunda ponte e pela Perimetral Leste”, disse Giacobo.

A Perimetral Leste terá 13 quilômetros e vai fazer a ligação direta entre a segunda ponte sobre o rio Paraná, a Ponte Tancredo Neves (Brasil / Argentina) sobre o Rio Iguaçu, BR-469 e BR-277, tirando o tráfego de caminhões das vias centrais de Foz do Iguaçu.

Giacobo disse ainda que o trabalho não para e que agora vai agilizar a busca de recursos para a duplicação da BR-469, no trecho de 8,7 quilômetros entre o trevo de acesso à Argentina e o portão do Parque Nacional do Iguaçu – uma obra orçada em R$ 110 milhões.

“Foz do Iguaçu é centro de turismo mundial. E agora, com a reforma e ampliação do aeroporto internacional, e as obras anunciadas hoje e outras que estarão por vir, vão dotar a cidade de infraestrutura adequada. Isso fará que Foz receba mais turistas, incrementado ainda mais sua economia e criando os empregos que a população precisa”, disse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Investimentos do Estado em conservação de rodovias somam R$ 636,7 milhões em 2021

O Governo do Estado, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), investiu R$ 636,7 milhões em serviços de conservação nas rodovias estaduais em 2021. São melhorias em pontos críticos do pavimento e no entorno das pistas, aumentando a segurança e o conforto para os condutores e passageiros.

“Este ano nossos condutores encontraram rodovias em boas condições em todas as regiões do Paraná, com frentes de trabalho atuando sem parar, fechando buracos, fazendo recape, e garantindo a sinalização que aumenta a segurança dos usuários” afirma o secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná, Sandro Alex. “Praticamente dobramos o valor investido em conservação este ano, em relação ao início da gestão, quando recebemos rodovias sucateadas e contratos paralisados. Com muito trabalho, conseguimos colocar a casa em ordem”.

Os serviços são realizados por meio de três programas: Conservação e Recuperação com Melhorias do Estado do Pavimento (Cremep), Conservação de Pavimentos (COP) e Conservação de Faixa de Domínio. O Cremep contempla cerca de 4.000 quilômetros de rodovias estaduais, em sua maioria corredores de transporte regionais ou estaduais. Devido ao tráfego elevado e a presença de veículos pesados, elas exigem soluções mais complexas para melhorar o estado do pavimento. Este programa recebeu R$ 218,9 milhões.

O COP contempla cerca de 6.000 quilômetros de rodovias estaduais com menor tráfego e menos veículos pesados. No caso destas rodovias, os serviços são mais corretivos. Para esse programa o montante foi de R$ 336,5 milhões.

Os dois programas empregam serviços semelhantes, mas utilizados de forma específica para as necessidades de cada rodovia. São serviços de remendos superficiais e profundos, fresagem, reperfilagem, microrrevestimento, melhorias no sistema de drenagem e na sinalização.

FAIXAS DE DOMÍNIO – O programa Conservação de Faixa de Domínio se estende a todas as rodovias estaduais, realizando serviços de conservação na pista e em seus espaços laterais, pertencentes ao patrimônio público. Foram investidos R$ 81,35 milhões para a realização de 24 diferentes serviços em toda a malha rodoviária estadual, como roçada, remoção de resíduos, limpeza, recomposição e desobstrução de sarjeta, limpeza de valetas, limpeza de bueiro, capina, limpeza e pintura de meio-fio, de pintura de pontes e limpeza de pintura de abrigo de ônibus.

SEGURANÇA VIÁRIA – Em 2021 foi lançado o novo Programa de Segurança Viária das Rodovias Estaduais (Proseg Paraná) do DER/PR, que já teve todos os seus lotes licitados e contratados. Trata-se de uma das maiores iniciativas voltadas exclusivamente para a segurança viária no Brasil, prevendo a elaboração de projetos executivos, execução de sinalização horizontal e de sinalização vertical e a instalação de dispositivos de segurança, além da manutenção e reposição no caso de vandalismo, furto ou danos, com um prazo de 36 meses para atender todos os 9.965,43 quilômetros contemplados.

“Vamos investir R$ 412 milhões no Proseg Paraná ao longo dos próximos anos, reduzindo os acidentes nas rodovias estaduais, bem como a gravidade dos acidentes que ainda ocorrerem, preservando vidas”, explica o diretor-geral do DER/PR, Fernando Furiatti.

REGIÕES – Este ano também foram assinados os contratos de conservação de 307,56 quilômetros de rodovias na região Noroeste, e 193,27 quilômetros na região Oeste, em substituição a contratos antigos que não estavam em andamento, um investimento de R$ 99.903.700,88.

Com o término próximo de alguns contratos do Cremep e COP, o DER/PR também iniciou a licitação de mais serviços de conservação. Na região Central do Estado e no Centro-Sul está em andamento uma licitação em dois lotes que prevê investimento de R$ 55,33 milhões para atender 520,25 quilômetros de rodovias.

E com o encerramento dos pedágios do Anel de Integração, o DER/PR já contratou a conservação das rodovias estaduais antes pedagiadas, até o início do novo programa federal de concessões rodoviárias, um investimento de R$ 93,49 milhões. Também está licitando a contratação de serviços de guinchos para atender as rodovias estaduais e federais que deixaram de ser concedidas, um investimento estimado em R$ 99,73 milhões.

AEN

Foto: José Fernando Ogura/AEN

Gabriel Boric é eleito presidente do Chile

Gabriel Boric é eleito presidente do Chile — Foto: AP Photo/Andres Poblete

O candidato de esquerda Gabriel Boric foi eleito presidente do Chile neste domingo (19). Aos 35 anos, será a pessoa mais jovem da história a ocupar o cargo. Ele já foi deputado e líder estudantil.

Numa eleição marcada pela polarização política, Boric venceu o advogado José Antonio Kast, de ultradireita. Kast informou em rede social que telefonou para o rival reconhecendo a derrota e parabenizando-o pela vitória.

Até as 20h10 deste domingo, com 99,85% das urnas apuradas, Boric tinha 55,9% dos votos, contra 44,1% de Kast.

Boric havia ficado em segundo lugar no primeiro turno, com 25,82%. Já Kast teve 27,91%. É a primeira vez desde a redemocratização, três décadas atrás, que um candidato que não venceu o primeiro turno chega à presidência. A posse ocorre em março.