Projeto que dá mais transparência à execução de obras públicas continua em debate na Assembleia Legislativa

O projeto de lei 64/2020, do Poder Executivo, que prevê o videomonitoramento de obras com recursos totais ou parciais do Estado, com a finalidade de dar transparência ao processo e facilitar a fiscalização destes empreendimentos pela população, evitando assim, prejuízos aos cofres públicos, retorna aos debates na Assembleia Legislativa do Paraná na sessão plenária da próxima segunda-feira (14).

Aprovado já em primeiro turno, a proposição que permite que qualquer pessoa com acesso à internet possa acompanhar, em tempo real, obras executadas pelo Governo do Estado, será analisada em segundo.

Também em pauta a segunda votação do projeto que institui o Programa Retoma Paraná, que permite o parcelamento em até 180 meses, com redução de juros e multa, as dívidas de empresas que passam por recuperação judicial o Estado. Nesse programa débitos de ICMS, IPVA e ITCMD poderão ser negociados com desconto de 95% sobre juros e multas. Valores derivados de obrigações acessórias (como declarações mensais, trimestrais ou anuais) descumpridas terão redução de 85%. Já os honorários terão desconto de 90% – sendo que, nesse caso, a parcela mínima deverá ser de R$ 5 mil.

Ainda integra a pauta de votação dois projetos de decreto legislativo, de autoria da Comissão Executiva, que renova o estado de calamidade pública em cidades paranaenses.

Audiência pública

Duas audiências públicas marcam a agenda do Poder Legislativo na próxima semana. Na terça-feira (15), proposto pelo deputado Professor Lemos (PT), o debate será sobre Moradia, Direito à Cidade e Agricultura Urbana, com início às 9 horas e transmissão ao vivo pela TV Assembleia, site e redes sociais do Legislativo.

Na quinta-feira (17) a crise hídrica no estado é o tema de uma audiência pública organizada pelos deputados que integram a bancada do PT na Assembleia. O encontro de forma remoto também terá transmissão ao vivo pela TV Assembleia, site e redes sociais do Legislativo a partir das 9 horas.

O objetivo da audiência pública virtual é identificar as questões que fazem com que este momento de emergência hídrica na Região Metropolitana de Curitiba e no Sudoeste do estado, tenha se tornado ainda mais dramático, além de apresentar propostas e soluções às autoridades na busca de soluções de curto, médio e longo prazos, envolvendo as secretarias estaduais, a Sanepar e demais órgãos relacionados a temática.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cataratas do Iguaçu estão entre os 12 lugares mais lindos do mundo

A empresa de viagens britânica Kuoni classificou os 12 lugares mais lindo do mundo, entre eles, as Cataratas do Iguaçu, em Foz do Iguaçu. Para a escolha, a empresa se utilizou da ciência.

Por meio de rastreamento ocular e inteligência artificial, a Kuoni classificou os que seriam os locais mais atraentes ao olho humano. No Brasil, a lista foi divulgada pelo portal Melhores Destinos. Segundo a ciência, esse seria o resultado:

1 – Lago Peyto, no Canadá
2 – Ilha Meeru – Maldivas
3 – Costa Jurássica – Inglaterra
4. Parque Nacional Yosemite – Estados Unidos
5 – Lago Tekapo – Nova Zelândia
6 – Cataratas do Niágara – Canadá
7 – Snowdon – País de Gales
8 – Rio Subterrâneo Puerto Princesa – Filipinas
9 – Catedral de Mármore – Chile
10 – Floresta Nacional de El Yunque – Porto Rico
11 – Aurora Boreal – Islândia
12 – Cataratas do Iguaçu – Brasil

Trevo do Charrua deve ganhar viaduto, informou secretário de Planejamento

O secretaria de Planejamento e Captação de Recursos de Foz do Iguaçu, Leandro Costa, informou que no último mês de novembro se reuniu com a equipe da empresa Engemin, responsável pela execução do projeto que pretende resolver o problema de mobilidade no trevo do Charrua, no trecho urbano da BR 277.

Segundo Costa, no local deverá ser construído um viaduto, com projeto doado ao município pelo Fundo Iguaçu, com entrega prevista ainda para este mês de janeiro. A informação foi dada nesta sexta-feira (14) durante o programa Contraponto, da Rádio Cultura.

Rádio Cultura