Presidente da Câmara de Vereadores de Cidade Gaúcha é preso por agredir esposa, diz PM

O presidente da Câmara de Vereadores de Cidade Gaúcha, no noroeste do Paraná, Ovídio Alves Teixeira, conhecido como Amaral, foi preso na madrugada desta sexta (28) após agredir a esposa, segundo a Polícia Militar (PM). As informações são de Wesley Bischoff na RPC Noroeste.

De acordo com a polícia, o casal teria discutido e o vereador começou a bater na mulher. Ela relatou aos policiais que teria recebido chutes e socos do marido. A vítima conseguiu fugir para casa de um vizinho onde pediu ajuda.

“Um vizinho fez uma ligação e informou que uma mulher tinha sido espancada. A equipe deslocou até o local e encontramos a vítima ensanguentada”, disse Sargento Machado, comandante da PM em Cidade Gaúcha.

Amaral foi preso em flagrante por lesão corporal e por porte ilegal de arma de fogo. A polícia também apreendeu um revólver com cinco munições intactas, sem registro.

A mulher do vereador foi levada para o hospital de Cidade Gaúcha e já foi liberada. Ovídio Alves Teixeira está preso na Delegacia de Polícia Civil de Cidade Gaúcha.

O G1 tenta localizar o advogado do vereador.

Investigação do Ministério Público

Teixeira é alvo de uma ação por improbidade administrativa proposta pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR).

Conforme a promotoria, o presidente da Câmara e o primeiro secretário não atenderam a uma recomendação administrativa, emitida em outubro, que pedia o controle de gastos com diárias.

O Legislativo de Cidade Gaúcha gastou, em 2017, R$ 184.870 com viagens. Para o MP-PR, embora os parlamentares tenham apresentado os certificados dos cursos que fizeram, a quantia é “exorbitante”.

link matéria
https://g1.globo.com/pr/norte-noroeste/noticia/2018/12/28/presidente-da-camara-de-vereadores-de-cidade-gaucha-e-preso-por-agredir-esposa-diz-pm.ghtml

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fiscalização em Foz para cobrar vacina

A Anvisa e a Polícia Federal iniciaram uma operação conjunta visando ampliar as ações de verificação do comprovante vacinal de pessoas que ingressam no Brasil pelas fronteiras terrestres com a Argentina e o Paraguai. Segundo a Anvisa, serão instaladas barreiras para controle de fluxo na Ponte da Amizade e na Ponte Tancredo Neves.

VR para agentes socioedcativos

A Assembleia Legislativa acatou e aprovou a indicação da Anice Gazzaoui (PL) e dos vereadores do Ney Patrício (PSD) e Edivaldo Alcântara (PTB) que inclui os agentes socioeducativos no programa de auxílio-alimentação a ser implantado pelo governo do Estado. O benefício no valor mensal de R$ 600 será concedido aos servidores das polícias Civil, Militar, Científica e Penal.