PMDB começa reorganização em Curitiba e novas filiações devem ser feitas

O PMDB de Curitiba começa a se reorganizar com o objetivo de disputar as eleições de 2012 fortalecido.

Um dos primeiros passos foi dado nesta quarta-feira (30) em um encontro realizado no Diretório Estadual do Partido na capital.

Dos cerca de 120 presentes que compareceram, a posição tanto em pronunciamentos quanto nas avaliações, é que chegou a hora de se tomar um posicionamento, reorganizando a sigla através do aumento de filiados que participem das atividades políticas chegou.

Entre os participantes, o ex-governador Orlando Pessuti, o ex-presidente do PMDB estadual Milton Buabsi, o ex-residente da Sanepar Hudson Caleffe, os ex-deputados Renato Adur e Cesar Seleme, o ex prefeito de Matinhos José Maria Correia, os ex-secretário do Planejamento Allan Jhones e da Cultura Vera Mussi, os vereadores de Curitiba Algaci Túlio e de Campo Largo Nelsão, entre outros.

Para Milton Buabsi, “nos últimos anos o partido perdeu capilaridade, exemplo disso foi a última eleição quando elegemos apenas dois vereadores e nosso candidato a prefeito fez pouco mais de 19 mil votos” disse.

Buabsi propôs a reorganizando dos diretórios zonais do PMDB da capital “devemos também reorganizar os sub-diretórios e além de atrair novos filiados refazer os contatos com nossos companheiros já filiados” afirmou.

O ex-presidente defendeu também os assuntos relativos ao partido sejam discutidos pelos filiados e que se acabe com as imposições. “Precisamos parar de dizer amém prá tudo. Nossas lideranças são importantíssimas e precisam ser ouvidas” declarou Buabsi.

As zonais foram destituídas em 2001 e entre suas atribuições estavam a eleição de delegados para as convenções. Segundo Luiz Di Lucca, “o sistema mostrou que é falho. Precisamos realizar convenções zonais em junho, antecedendo a municipal que está agendada para o mês de julho” disse.

Para Hasiel Pereira, militante histórico do partido e ex-vereador da capital, o que vem acontecendo “é que algumas pessoas querem transformar o PMDB num balcão de negócios como oportunistas que querem garantir emprego público. Nós os peemedebistas não podemos ser soldados de uma única batalha” discursou.

O discurso mais esperado foi o do ex-governador Orlando Pessuti, responsável pela presença de grande parte dos presentes, integrantes do grupo “Amigos do Pessuti” que nas últimas eleições se organizaram e obtiveram a vitória nas urnas em 308 municípios do estado.

“Nossa força vem do interior e é importante no processo eleitoral. Tanto é que faz a diferença na eleição da capital, formada em grande parte pelas pessoas que vem dos mais distantes rincões do Paraná” disse.

Ele citou a eleição de 1985 que garantiu a vitória a Roberto Requião como o primeiro prefeito de capital eleito após a liberação da justiça, e que foi obtida com os votos de moradores do interior do Estado que estiveram em Curitiba participando do processo eleitoral e fazendo a diferença no resultado.

Pessuti afirmou que desde a fundação do antigo MDB há 45 anos, milita no partido, numa história que começou com seu pai na pequena Jardim Alegre.

O Ex-governador, várias vezes interrompido em seu pronunciamento, recebeu inúmeras sugestões, sendo que uma delas, como forma de arrumar a casa, seria a dissolução de todos os diretórios municipais e o estadual, para que nas convenções de julho se tivesse um reinício, mas da forma certa, sem os erros que vem sendo cometidos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buzinaço em Ciudad del Este pede a reabertura da Ponte da Amizade

No domingo (7), um buzinaço de moradores de Ciudad del Este pediu, além da reabertura da Ponte da Amizade, medidas para ativar a economia na segunda maior cidade do Paraguai.

A convocação foi realizada por Jorge Brítez, deputado que ficou famoso após tirar a camisa durante sessão, e percorreu ruas e avenidas da cidade.

Em entrevista ao ABC Color, deputado disse que pediu mais investimentos ao governo federal na área de saúde e acrescentou que a maioria das pessoas que trabalham no microcentro de Ciudad Del Este dependem da Ponte da Amizade para sobreviver.

A carreata ocorreu simultaneamente em Ciudad Del Este, Salto del Guairá e Pedro Juan Caballero.

Câmara aprova projeto que exige fisioterapeuta em CTI em tempo integral

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (4) o Projeto de Lei 1985/19, da deputada Margarete Coelho (PP-PI), que disciplina a permanência de fisioterapeutas em Centros de Terapia Intensiva (CTIs) adulto, pediátrico e neonatal. A matéria será enviada ao Senado.

Em seguida, a sessão da Câmara foi encerrada.

O texto foi aprovado na forma de um substitutivo da deputada Aline Sleutjes (PSL-PR), cujo relatório foi lido em Plenário pela deputada Maria Rosas (Republicanos-SP).

A única mudança no texto retira a quantidade mínima de profissionais, que era de um para cada dez leitos. Entretanto, continua a determinação de que a presença do fisioterapeuta deverá ser ininterrupta, nos turnos matutino, vespertino e noturno, perfazendo um total de 24 horas.

A disponibilidade em tempo integral para assistência aos pacientes internados nesses centros de terapia intensiva deverá ser durante o horário em que o fisioterapeuta estiver escalado para atuar nesses locais.

“Pelo grau de importância do fisioterapeuta para o restabelecimento das pessoas internadas, a presença constante desse profissional é essencial, pois ele reduz o número de dias de internação, ainda mais nessa época de Covid-19”, afirmou a autora da proposta.

Próximas votações
Os deputados voltam a se reunir em sessão deliberativa virtual na próxima terça-feira (9), às 13h55, com pauta a ser divulgada após reunião de líderes a ser realizada às 10h30 desta sexta-feira (5).

Fonte: Agência Câmara de Notícias