Arquivos

Categorias

Pedro Lupion deve deixar o DEM e migrar para o PP

Pedro Lupion deve deixar o DEM e migrar para o PP O deputado federal Pedro Lupion, presidente do Democratas (DEM) no Paraná, deve deixar a legenda e se filiar ao Partido Progressista (PP). Lupion, que é um dos mais fiéis escudeiros do presidente Bolsonaro no Paraná, estaria desconfortável com a formação do União Brasil, resultado da fusão entre DEM e PSL. O partido tende a lançar candidato próprio à presidência ou apoiar um candidato da terceira via.

O deputado federal Pedro Lupion, presidente do Democratas (DEM) no Paraná, deve deixar a legenda e se filiar ao Partido Progressista (PP). Lupion, que é um dos mais fiéis escudeiros do presidente Bolsonaro no Paraná, estaria desconfortável com a formação do União Brasil, resultado da fusão entre DEM e PSL. O partido tende a lançar candidato próprio à presidência ou apoiar um candidato da terceira via.

Além disso, a nova legenda deve ser comandada no Paraná pelo ex-deputado estadual Fernando Francischini, atual presidente do PSL/PR, que acertou a direção com o presidente nacional do PSL, Luciano Bivar.

Anúncios

O convite para ingressar no PP, segundo fontes de Brasília, foi feito pelo também deputado federal Ricardo Barros, líder do governo na Câmara dos Deputados. Lupion está no primeiro mandato como deputado federal. Antes, foi duas vezes deputado estadual, sempre pelo DEM. Foi líder do governo Cida Borghetti, esposa de Barros.

Atualmente, o PP conta com um deputado federal e dois deputados estaduais no Paraná, onde é presidido pela deputada Maria Victoria. Barros articula para dobrar as bancadas nas próximas eleições.

Anúncios

Janela partidária

A migração de Lupion deve ocorrer em março, durante a janela partidária, já que não é permitida pela legislação a troca de partido sem que haja perda de mandato por infidelidade partidária antes deste período. Caso a formalização do União Brasil ocorra antes deste prazo, Lupion pode deixar o novo partido sem perder o mandato.

A legislação prevê que os detentores de cargos legislativos proporcionais (deputados e vereadores) podem trocar de partido durante a janela de transferência com um mês de duração, aberta seis meses antes da próxima eleição para o posto que ocupam. Outra possiblidade é no caso de fusão.

Anúncios