Parte das novas vacinas contra a Covid-19 chega ao Paraná já nesta quinta

O Paraná receberá entre esta quinta-feira (17) e sexta-feira (18) mais 234.510 imunizantes contra a Covid-19, o que dará continuidade ao Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, as doses serão destinadas aos grupos prioritários e população em geral acima de 40 anos.

A primeira parte chega já no começo da noite desta quinta. Segundo o cronograma do Ministério da Saúde, as 143.910 doses do imunizante Comirnaty, produzido pela Pfizer/BioNtech, estarão no voo LA-4793, que pousa no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, às 19h05. 

As 90.600 doses da Coronavac/Butantan, parte de um lote de 1,8 milhão de doses distribuído a todo o País, chegarão ao Paraná na manhã de sexta-feira (18), às 10h05 (voo G3 1120). As duas remessas fazem parte da 25ª pauta de distribuição do governo federal.

A dinâmica será a mesma adotada desde o começo da pandemia. As vacinas serão levadas para o Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar), onde serão armazenadas, cadastradas e separadas, de maneira proporcional, para todos os 399 municípios das 22 Regionais de Saúde.

“Nossa meta é fazer a vacina chegar rapidamente na população. Estamos nos aproximando de 5 milhões de doses aplicadas nos paranaenses, o que ajuda a controlar as manifestações mais graves da doença”, disse o secretário estadual da Saúde, Beto Preto.

VACINÔMETRO – O Paraná vacinou até o final desta quarta-feira (16) 3.466.304 pessoas com a primeira dose e 1.272.993 com as duas. É o sexto que mais imunizou no País em números absolutos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Paraná confirma três primeiros casos de infecção simultânea de Covid-19 e H3N2

O Paraná confirmou, nesta sexta-feira (7), os primeiros casos de infecção simultânea de Covid-19 e gripe Influenza A H3N2. Os registros ocorreram em CuritibaPinhais, na região metropolitana, e em Toledo, no oeste do estado.

Os casos constam no boletim desta sexta da Secretaria de Saúde (Sesa), que monitora os pacientes coinfectados. A pasta informou que eles tem idades entre 10 e 29 anos.

Segundo a Sesa, a data de início dos sintomas das três pessoas aconteceu entre 18 de dezembro de 2021 e 2 de janeiro de 2022. Todos já são considerados curados.

Em Dois Vizinhos, no sudoeste do estado, a prefeitura confirmou, também nesta sexta, um caso de infecção dupla de um homem de 32 anos. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, ele está bem. O homem já estava com duas doses da vacina contra a Covid-19.

A secretária municipal de saúde do município, Claudete Meurer, informou que o caso de dupla infecção em Dois Vizinhos é considerado de importação, ou seja, quando o paciente contrai a doença por pessoas de fora do estado.

H3N2

No boletim da Sesa, também foram divulgadas duas novas mortes por H3N2, de um homem de 73 anos e de uma mulher de 47 anos, moradores de Londrina e Curitiba.

Com as novas confirmações, o Paraná soma 483 casos de gripe e seis mortes pela doença.

Foto: reprodução

Presidente da Alep testa positivo para covid-19

O presidente da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep),  deputado Ademar Traiano (PSDB), testou positivo para covid-19 na manhã desta sexta-feira (7) e cancelou os compromissos da agenda na região Sudoeste do Estado.

Traiano já tomou as três doses da vacina e, mesmo tomando todos os cuidados como uso de máscara, e distanciamento social, contraiu o vírus pela segunda vez.

Ele ficará cumprindo o período necessário de isolamento em casa, junto com a esposa Rose, que também está com covid.

Nesta semana, o presidente cumpriu expediente na Assembleia após realizar dois testes que deram resultado negativo. O vírus só foi detectado num terceiro teste. Traiano está com sintomas leves de tosse e dor no corpo.

Foto: reprodução