Paraná chega a 66% dos adultos imunizados

O Paraná ultrapassou nesta segunda-feira (26) a marca de 7,5 milhões de doses aplicadas na população e agora ocupa a quinta posição entre os estados que mais vacinaram contra a Covid-19, passando a Bahia no total de doses administradas pela primeira vez na campanha. Em números absolutos, São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul estão na frente.

Segundo o sistema do Ministério da Saúde, atualizado em tempo real pelos municípios, 7.539.214 vacinas foram aplicadas no Estado até agora, com 5.503.664 pessoas que receberam a primeira dose e 2.035.550 paranaenses totalmente imunizados, ao tomarem a dose de reforço ou o imunizante de dose única.

Com esses números, 66,5% da população adulta recebeu ao menos uma dose e quase um quarto dos paranaenses com mais de 18 anos já completaram o ciclo vacinal.

Levando em conta a estimativa populacional do Paraná, que, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estática (IBGE) chega a 11.516.840 habitantes, metade da população já foi vacinada (50,3%) com ao menos uma dose.

“Seguimos com nosso objetivo de criar esse escudo de proteção que a vacina oferece e ampliar, a cada dia, o número de paranaenses vacinados. Quando o grupo de pessoas imunizadas aumenta, diminui a transmissão e a contaminação geral da população”, afirma o secretário estadual da Saúde, Beto Preto. “A vacinação tem sido o principal instrumento de defesa nesse momento, é isso que vai nos dar a condição de superar essa dificuldade do coronavírus”.

A campanha de imunização, porém, deve atingir neste momento apenas a população maior de 18 anos, que é de 8.714.136 pessoas. A previsão do Governo do Estado é que 80% desse público receba ao menos uma dose até o final de agosto, chegando a 100% até o fim de setembro.

Vacinômetro  

O Paraná é o terceiro estado que mais vacinou a população geral, fora dos grupos prioritários, público que lidera as aplicações no Estado. Foram 2.311.613 de doses administradas nesse grupo, com 2.278.633 pessoas com idade entre 18 e 59 anos que receberam ao menos uma dose de imunizante. Já entre os idosos, 1.825.719 de pessoas com 60 anos ou mais foram vacinadas, sendo que 74,4% delas completaram o ciclo vacinal.

Também foram aplicadas 561.040 doses em pessoas com comorbidades, 82.668 doses em gestantes e puérperas, 64.926 em idosos institucionalizados, 51.690 em pessoas com deficiência, 26.447 na população privada de liberdade, 19.200 doses em indígenas, 8.580 em quilombolas, 3.780 em pessoas em situação de rua, 3.388 em pessoas com deficiência institucionalizas e 2.834 na população ribeirinha.

Entre as categorias profissionais incluídas entre os grupos prioritários, por estarem mais expostos ao coronavírus, foram administradas 757.408 doses em trabalhadores da saúde – 449.490 profissionais vacinados, sendo que 67,7% deles com a duas doses. Também foram aplicadas 231.412 em trabalhadores da educação básica; 88.625 em caminhoneiros, sendo que 78.705 receberam a dose única; e 34.462 nas forças de segurança e salvamento.

Foram administradas, ainda, 33.516 doses em profissionais da educação superior; 15.974 nos trabalhadores do transporte coletivo (13.697 dose única); 15.176 trabalhadores da limpeza; 13.020 em portuários; 10.425 nas Forças Armadas; 6.154 em trabalhadores industriais; 4.629 em funcionários do sistema penitenciário; 4.241 em profissionais do transporte aéreo; e 2.767 em trabalhadores do transporte ferroviário e aquaviário.

Dados do Vacinômetro nacional. Foto: Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Uenp confirma retorno às aulas presenciais

As aulas presenciais na Uenp serão retomadas regularmente no próximo 7 de fevereiro, seguindo decisão dos conselhos superiores da universidade. A reitoria adiantou que a medida é válida para todos os cursos de graduação e pós-graduação nos três campi: Jacarezinho, Cornélio Procópio e Bandeirantes.

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) lembra que é importante a adoção de todas as medidas sanitárias no combate à propagação da pandemia. “Os estudantes de todos os níveis de ensino devem ficar atentos à programação do curso e aos protocolos de biossegurança para evitar a proliferação da variante ômicron, que tem maior poder de transmissão”, alerta.

A reitora Fátima Padoan disse que a Uenp vai desenvolver atividades remotas de orientação pedagógica e sanitária para a comunidade universitária entre os dias 2 e 4 de fevereiro, para que os estudantes se preparem para o retorno presencial.

Em 2021, a Uenp já havia retomado as atividades presenciais dos cursos da área da Saúde, nos campi de Jacarezinho e Bandeirantes. Portanto, para os alunos deste segmento, as aulas presenciais recomeçam regularmente a partir do dia 2 de fevereiro.

Zé Boni pode ser o candidato de Bolsonaro ao senado no Paraná

José Maria Boni, 43 anos, é natural de Loanda (PR). Foi eleito vereador mais jovem do Brasil em Santa Cruz de Monte Castelo, no noroeste do Paraná, aos 18 anos, em 1996. Exerceu quatro mandatos consecutivos na Câmara da cidade. No governo do Paraná, atuou na Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) durante seis anos e na Casa Civil. O último cargo público que ocupou foi na Corregedoria da Assembleia Legislativa.