Palavra Livre

Zé Beto Maciel

com Gustavo Aquino e Francisco Vitelli

Obras

O prefeito Chico Brasileiro (PSD) vai lançar ainda em novembro mais um pacote de obras em Foz do Iguaçu. Na quinta-feira, 4, ou sexta-feira, 5, assina um financiamento de R$ 60 milhões na Caixa Econômica Federal. Entre as obras, está a conclusão da Avenida João Paulo II. Provavelmente estão ainda a construção de uma creche e uma escola na Gleba Guarani, uma unidade de saúde no Jardim Alvorada e um complexo esportivo na Vila C.

Mais obras

Na lista estão ainda a implantação de ciclovia na avenida JK e do Parque Linear do Arroio Monjolo, drenagem do Rio Poty, construção da Ponte da rua Jorge Sanwais, a abertura das avenidas Pedro Basso, Carlos Gomes, Safira, Florianópolis e da rua Jorge Sanwais até o Jardim Copacabana e a pavimentação da Estrada Rural Iguaraçu. Está lista pode ser alterada

Filiação

O ex-juiz Sergio Moro assina sua filiação ao Podemos em 10 de novembro em Brasília. A última pesquisa recolocou o ex-ministro da Justiça e Segurança no páreo, com 8% das intenções de voto, atrás apenas do ex-presidente Lula (PT) e do atual, Jair Bolsonaro.

Fica onde está

O Instituto Paraná Pesquisa realizou levantamento para saber qual a opinião dos eleitores. Para 57,7% das pessoas ouvidas, Moro não deveria se candidatar ao Planalto e apenas 35% disseram que ele deve ser candidato à presidência. Sergio Moro já passou para frente sua empresa de consultoria, o que denota que o juiz vai encarar a campanha.

Terceira via

Moro é o nome da terceira via com maior condição de ser uma opção contra a polarização nas eleições de 2022, que indicam um embate entre Bolsonaro e o ex-presidente Lula (PT) em um eventual segundo turno. No entanto, Moro só conseguirá se consolidar se houver menos nomes na disputa. Pelas estimativas do cientista político da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e diretor da Quaest, Felipe Nunes, Moro pode chegar a 30%, se houver uma aglutinação das candidaturas atuais.

Terceira via II

“Moro é a terceira via mais bem colocada até o momento. Ele consegue atrair quem odeia Bolsonaro e quem odeia Lula. O ex-juiz tem potencial de chegar a 30% dos votos, o que pode cacifá-lo como a melhor alternativa. Mas tudo depende do número de candidatos disponíveis”, disse Nunes.

No PSD

Seis dos oito prefeitos do Paraná filiados ao PTB estão migrando neste sábado (6) para o PSD, puxados pela deputada Luísa Canziani e seu pai, Alex Canziani. Juninho (Itaguajé), Maria Edna (Prado Ferreira), Adelita (Quatigá), Edimar Santos (Santa Cecília do Pavão), Valente (Santa Isabel do Ivaí) e Venícius Rosa (São Jerônimo da Serra) trocarão de sigla.

Aumento e 13º

O prefeito de Cascavel, Leonaldo Paranhos (PSC) anunciou a reposição inflacionária de 2020, de 2,46% no salário dos servidores a partir de janeiro de 2022. Paranhos anunciou, ainda, a compra de licenças-prêmios dos servidores, o aumento de 16%, no período, no valor do vale-alimentação. O 13º salário, pago anualmente junto com a folha de novembro foi antecipado e estará na conta dos servidores já no dia 12 novembro. (foto 4)

Novos deputados

A Assembleia Legislativa já foi comunicado da cassação, pelo TSE, do mandato do deputado Fernando Francischini, Na recomposição de votos, perdem as vagas mais três deputados do PSL: Cassiano Caron, Do Carmo e Edson Bacil. Assumem   Adelino Ribeiro (PRB), Nereu Moura (MDB), Elio Rusch (DEM) e Pedro Paulo Bazana (PV).

Piracema

Desde segunda-feira, 1º de novembro até 28 de fevereiro, o Instituto Água e Terra proibiu a pesca de espécies nativas dos rios no Paraná. São protegidas as espécies como bagre, dourado, jaú, pintado, lambari, mandi-amarelo, mandi-prata e piracanjuva.

Candidatos

Até agora, sete nomes são colocados como pré-candidatos à vaga do Senado em 2022. Alvaro Dias (Podemos), que pode ir a reeleição; o deputado Luiz Cláudio Romanelli (PSB); o prefeito de Cascavel, Leonaldo Paranhos (PSC): o ex-prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel (PSDB): o deputado Guto Silva (PSD), atual chefe da Casa Civil, o ex-deputado federal Alex Canziani (PSD); Delegado Francischini (PSL). Francischini foi cassado pelo TSE e está inelegível por oito anos, o desejo pode ter sido sepultado. Vai depender, em todo caso, de um recurso que vai apresentar ao STF.

E agora?

O sindicato que representa os 2.200 trabalhadores das atuais concessionárias de pedágio cobra agilidade para realização do novo leilão e defende um contrato emergencial com as atuais empresas para evitar prejuízos às famílias  que daqui a um mês estarão sem emprego.

Satisfação

Foz do Iguaçu tem quatro locais na pesquisa nacional de satisfação com pontos turísticos: Parque Nacional do Iguaçu, Itaipu Binacional, Marco das Três Fronteiras e Parque das Aves. A pesquisa é promovida pela Rede Brasileira de Observatórios de Turismo.

Itaipu e Paranaguá

O embaixador Juan Ángel Delgadillo acredita em novas ações conjuntas entre o Paraguai e o Paraná. “Os projetos de infraestrutura do Paraná são relacionados à diminuição de custos, o que interessa sobremaneira ao Paraguai. Tenho certeza de que podemos ampliar a parceria em relação ao Porto de Paranaguá e também usar ainda mais a usina de Itaipu como indutor do desenvolvimento de toda a região”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Prefeitos pedem alternativas para financiar transporte

A demanda da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) por alternativas ao financiamento do transporte público mobilizou senadores. Nelsinho Trad (PSD-MS) e Alexandre Giordano (MDB) protocolaram projeto de lei para custear a gratuidade dos idosos. De acordo com a proposta, o programa de assistência à mobilidade dos idosos  vai garantir assistência financeira e diminuir o impacto nas tarifas. Estima-se a destinação de R$ 5 bilhões. Os valores por cidade, conforme a FNP já calculou, serão contemplados por meio de emenda ao projeto. Para Foz do Iguaçu, caberá R$ 7,5 milhões.

Picler será Cidadão Benemérito do Paraná

A Assembleia Legislativa aprovou o projeto de lei do deputado Hussein Bakri (PSD) que concede o título de cidadão benemérito do Paraná ao professor Wilson Picler, chanceler da Uninter.  “O professor Picler sempre se concentrou na inclusão de brasileiros na educação em todos os níveis, como uma forma de desenvolvimento social, científico-tecnológico e econômico. Foi também um dos principais apoiadores do programa de bolsas de estudo Prouni e idealizou a estratégia de adesões antecipadas para retomar o programa”, disse Bakri.