Onyx sai em defesa de Joice e diz que disputa por espaço é natural

Em meio ao fogo amigo na bancada do PSL na Câmara, o futuro ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), saiu em defesa da deputada eleita Joice Hasselmann (PSL-SP), acusada por colegas de tentar atropelar as lideranças dos partidos para se projetar. “Claro que, em qualquer bancada grande, é natural que haja disputa por espaço. Isso a que estamos assistindo é normal”, minimizou Lorenzoni. As informações são da Folhapress.

“Estou tentando fazer justiça à Joice. Ela tem feito esforço grande de conciliação. Ela, [e os deputados reeleitos do PSL] Eduardo [Bolsonaro], [Delegado] Waldir”, afirmou o futuro ministro.

“Como ela tem muitas relações, até de antes da política, pela atividade dela como jornalista, a Joice tem protagonismo. Ela é uma facilitadora do diálogo. Vai crescer muito.”

Em informação divulgada na coluna “O Painel”, na Folha de S. Paulo, neste sábado (15), Lorenzoni disse a parlamentares que a movimentação de Hasselmann como articuladora do governo eleito incomoda a equipe de Bolsonaro, mas que não sabe como impedi-la.

O futuro ministro disse que o governo não interferirá na disputa pela liderança da bancada do PSL da Câmara, posto para o qual Hasselmann tenta se viabilizar. Seu estilo de se colocar, porém, é criticado por colegas que veem pouca disposição para o diálogo.

“Uma legislatura, um governo é uma maratona, não é uma corrida de 100 metros -sou corredor. Tem que ter tempo para entender que tem de respirar, acertar o passo. Sempre digo, especialmente aos novatos: tem que estar forte na chegada”.

Hasselmann afirmou que as críticas decorrem de sua atuação. “Essa coisa de eu ajudar a fazer a articulação política do governo não vem de hoje, iniciou-se logo depois do resultado da eleição”, disse.

Mas, seguiu, “como veio à tona há poucos dias, começou um fogo amigo de um pequeno grupo, o que é natural na política, infelizmente. Tenho conversado com figuras-chave, pessoas estratégicas, para fazer essa grande costura. E as coisas têm caminhado muito bem”.

link matéria
https://www.bemparana.com.br/noticia/onyx-sai-em-defesa-de-joice-e-diz-que-disputa-por-espaco-e-natural

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Prefeito de Quedas do Iguaçu deixa a prisão, mas está proibido de ir a bares

Detido no sábado (22), por ter sido flagrado dirigindo embriagado após bater seu carro em uma moto em Guaratuba, no Litoral do Estado, o prefeito de Quedas do Iguaçu, Élcio Jaime (PSD), passou a noite na Delegacia de Polícia, mas hoje (23) foi libertado após pagar fiança.

O alvará de soltura emitido pela Justiça diz que se trata de liberdade apenas provisória, por hora, e o mais curioso: proíbe o prefeito de frequentar bares, boates e outros estabelecimentos do gênero pelo prazo de um ano. Além disso, diz que ele não poderá se ausentar da região de Quedas do Iguaçu por mais de oito dias consecutivos sem prévia autorização judicial.

Além de embriaguez ao volante, Élcio Jaime é investigado por lesão corporal culposa no trânsito, ameaça e desacato, pois de acordo com a Polícia Civil ele tentou coagir os agentes de trânsito que estiveram no local do acidente.

A Prefeitura de Quedas do Iguaçu, cidade do Sudoeste paranaense com quase 35 mil habitantes e distante pouco mais de 100 km de Cascavel, informou à imprensa que ele está de férias até 6 de fevereiro, e que o ocorrido foi possivelmente uma fatalidade. (Foto: Reprodução Facebook)

Datena permanece no União Brasil e está “a disposição para aquilo que o partido definir”