O MDB do Paraná

João Arruda

É fato que para a opinião pública os partidos acabaram no Brasil e talvez o maior desafio hoje seja presidir um partido político no âmbito estadual ou nacional. O MDB do Paraná termina 2018 renovado sem excluir suas lideranças históricas. O partido começa 2019 mais unido do que nunca e com um projeto de se inserir mais na sociedade, no mundo fora da política partidária e, ao mesmo tempo, valorizando a militância e todos os setores – mulheres, jovens, trabalhadores – que fazem parte da legenda.

Em 2019, vamos apoiar o surgimento de novas lideranças e também valorizar emedebistas que não estão ativos no partido, chamá-los para participar das reuniões, que fazem do MDB, um partido vivo em cada zonal de cada cidade e em cada região. As mudanças são sempre necessárias na política, mas elas têm de ser feitas para renovar, para oxigenar, para trazer novas abordagens, nunca para excluir, nunca para desfazer o que está bem feito.

O MDB tem um projeto municipalista para 2019 que é de se preparar para as eleições de 2020. Questões como transporte e mobilidade urbana, coleta de lixo, meio ambiente, educação, segurança e saúde entre municípios e consórcios, projetos metropolitanos em regiões mais densas e um desenvolvimento que priorize a qualidade de vida e o bem estar dos paranaenses.

Na Executiva Estadual estamos montando uma estrutura para atender os diretórios municipais, incentivar a eleição de diretórios onde eles de forma provisória e formular políticas públicas para as cidades, tendo a referência os projetos e programas das prefeituras governadas pelo partido e os bons e exitosos governos que o partido fez no Paraná e está na memória viva dos paranaenses.

São bandeiras do nosso MDB do Paraná que continuará vivo e se renovará a cada dia, através de um processo de reestruturação que já começou e ganhará mais força a partir do ano que vem. O resultado das urnas não invalida o debate permanente sobre o futuro, do qual fazemos e continuaremos fazendo parte.

Tivemos um bom desempenho nesta última campanha ao governo, mesmo com a definição da nossa participação às vésperas do processo eleitoral e do um período curto para debate e apresentação das nossas propostas, defendemos um projeto que representa os desafios dos gestores públicos neste momento. O debate sobre a educação pública, previdência, redução de impostos, redução do preço da água e luz, fortalecimento das estatais, redução do pedágio, IPVA, segurança, saúde, tem um impacto direto na vida das pessoas que mais precisam da ação do governo.

A partir de 2019, vamos buscar novas lideranças em diversos segmentos representativos da sociedade. O partido vai atuar nas universidades, sindicatos, movimentos sociais, escolas, entre as entidades empresariais e do terceiro setor. Vamos reorganizar a nossa base política, formar novos núcleos e intensificar o uso das redes sociais.

Contamos desde já com os 70 prefeitos e os vereadores que o partido elegeu em 2016. Isso será fundamental porque em 2020, teremos candidatos na maioria das cidades paranaense. Eu tenho certeza que o MDB vai liderar uma frente de prefeitos e vereadores que vão empunhar novamente os bons programas que marcaram os nossos governos.

O MDB começa um grande processo de renovação na política do Paraná porque ele conta com a capilaridade dos diretórios na maioria das cidades e porque todos emedebistas terão vez e voz.

João Arruda, deputado federal e presidente do MDB do Paraná

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

“Guto Silva foi um grande interlocutor do Governo junto à Assembleia”, diz Romanelli

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) recebeu nesta quinta-feira (13) o ex-secretário chefe da Casa Civil, deputado Guto Silva (PSD), que está retornando ao Legislativo depois de três anos à frente da principal pasta do Governo do Estado.

“O Guto Silva foi um grande interlocutor do Governo do Estado junto à Assembleia. Coordenou muito bem as ações do Governo em diversas áreas, dinamizou a gestão da pasta e acelerou processos que resultaram em obras e investimentos por todo o Paraná”, disse.

“Desejo ao Guto Silva um bom retorno e que tenhamos um 2022 muito produtivo”, acrescentou.

Guto Silva confirma pré-candidatura ao Senado

Ex-secretário de Ratinho Junior reassumiu o mandato como deputado estadual.

O deputado estadual Guto Silva (PSD) confirmou nesta quinta-feira (13) sua pré-candidatura ao Senado Federal na eleição de 2 de outubro. Guto fez o anúncio ao reassumir seu mandato na Assembleia Legislativa do Paraná, em Curitiba. Ele deixou na quarta-feira a chefia da Casa Civil do governo Ratinho Junior, após comandar a pasta por três anos, para se dedicar a sua pré-candidatura. Com o retorno de Silva ao Poder Legislativo, o deputado Ademir Bier (PSD) deixa o cargo que ocupava desde abril do ano passado.

Guto Silva afirmou que decidiu antecipar sua saída do para ampliar as conversas em torno da sua candidatura ao Senado. “Sou pré-candidato ao Senado. Essa antecipação do retorno à Assembleia é justamente para ter mais liberdade para intensificar essa articulação da candidatura. É mais confortável para mim e para o governador. Além disso, terei mais tempo para percorrer o estado e buscar novas propostas e projetos que pretendo defender nessa trajetória”, afirmou.

O deputado também ressaltou que está muito decidido em relação à candidatura ao Senado e que acredita que é necessário oferecer alternativas ao eleitor paranaense em relação à próxima vaga no Congresso. “Há uma necessidade de renovação e de mais trabalho em favor do nosso Estado. Estou com convicção que o Paraná precisa ter uma voz mais contundente no Senado. O Estado que manda R$ 60 bilhões para União e que tem o retorno de apenas R$ 20 bilhões precisa pôr o dedo em feridas históricas”.

Silva diz que pretende ampliar o diálogo com os prefeitos para saber quais são as principais necessidades que dependem do governo federal. “Vou levar a energia do trabalho dos paranaenses para o Senado. Vou trabalhar dia e noite para trazer investimentos e obras para nosso Paraná. Serei um parceiro do governador Ratinho Junior em Brasília. Com menos discurso e mais ação “.

O parlamentar também fez um balanço dos três anos que passou como secretário-chefe da Casa Civil do Governo do Estado. Segundo Silva, a experiência no Poder Executivo foi muito rica e engrandecedora. “Foi uma honra trabalhar ao lado do governador Ratinho Junior. Encaramos momentos muito complicados. Tivemos uma pandemia global sem precedentes e uma crise hídrica. No primeiro ano de governo imprimimos um ritmo muito forte com a Assembleia para fazer algumas transformações para projetar o Paraná do futuro. Foram duas reformas administrativas, uma lei moderna de parcerias público-privadas e a construções de leis de previdência, terceirização e liberdade econômica, entre outras. Essas ações deram condições para que o Estado pudesse ultrapassar os obstáculos durante os dois últimos anos de pandemia”, explicou.

Guto Silva ainda declarou que a partir de agora o momento é de enfrentar os desafios dentro da saúde pública, da economia e do serviço social. “Temos pela frente a batalha da saúde, com as questões da vacinação, logística e ampliação de leitos. Precisamos também encarar a área econômica. É preciso gerar mais emprego e renda para a população do Paraná, mesmo com o estado tendo mantido a economia forte durante a pandemia. Na área social os programas de auxílio aos mais vulneráveis devem continuar, uma vez que a pandemia é muito desigual”, avaliou o deputado.