Noroeste vai ter aumento de fluxo policial na segurança

Uma das alternativas propostas para o aumento de efetivo das forças de segurança no Noroeste, até a chegada dos militares aprovados em concurso público, é a criação de um fluxo e incentivo à diária extrajornada aos policiais. A explicação é do subcomandante do 3° Comando Regional de Polícia Militar de Maringá, tenente-coronel Ademar Carlos Paschoal, em reunião nesta sexta-feira, 6, com os prefeitos da região. O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) acompanhou o encontro.

“A extrajornada permite colocar mais policiais na atividade fim, aumentando a sensação de segurança da população”, afirmou o tenente-coronel Paschoal na reunião com a presença do secretário estadual de Segurança, Romulo Marinho Soares.

“Foi um encontro produtivo, os prefeitos apresentaram as demandas e esta região, por suas características geográficas, às margens do Rio Paraná próxima a fronteira com o Paraguai, há uma grande circulação de pessoas e precisa de mais segurança aos moradores e para os visitantes na temporada de verão”, disse Romanelli.

PLANEJAMENTO – Na reunião convocada pela Comafen (consórcio de área ambiental na região), Romulo Marinho conversou com 12 prefeitos sobre as estratégias tanto com a estrutura quanto com a sensação de segurança para os moradores da região. “Agora, vamos levantar o que já conseguimos destravar para melhorar esse fluxo e reforçar o policiamento na região. Além disso, precisamos buscar um planejamento estratégico e orçamento para implementar as ações na área de recursos humanos, equipamentos e logística”, destacou.

O subcomandante do Corpo de Bombeiros, coronel Manoel Vasco de Figueiredo Junior, também participou do encontro e disse que é necessário identificar, dentro dos municípios do Noroeste, qual a forma mais viável de atender as demandas da região. “Percebemos claramente que precisamos avançar com novos equipamentos e renovação de efetivo . Temos o apoio da Comafen, através dos prefeitos, com todos tentando somar para fazer um atendimento melhor do Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil”, disse.

“Os prefeitos estão muito satisfeitos com a vinda do Secretário da Segurança, ouvindo todas as reivindicações dos prefeitos. Nós só temos a agradecer ao Governo do Estado”, destacou o prefeito de Loanda, José Maria Pereira Fernandes (Pros).

COMAFEN – Compõem o Comafen 13 cidades do Noroeste com quase 100 mil habitantes: Diamante do Norte, Itaúna do Sul, Loanda, Marilena, Nova Londrina, Planaltina do Paraná, Porto Rico, Querência do Norte, Santa Cruz de Monte Castelo, Santa Isabel do Ivaí, Santa Mônica e São Pedro do Paraná. Os municípios fazem divisa com São Paulo e Mato Grosso do Sul e também têm proximidade da fronteira com o Paraguai.

(com informações da Agência Estadual de Notícias)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Uenp confirma retorno às aulas presenciais

As aulas presenciais na Uenp serão retomadas regularmente no próximo 7 de fevereiro, seguindo decisão dos conselhos superiores da universidade. A reitoria adiantou que a medida é válida para todos os cursos de graduação e pós-graduação nos três campi: Jacarezinho, Cornélio Procópio e Bandeirantes.

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) lembra que é importante a adoção de todas as medidas sanitárias no combate à propagação da pandemia. “Os estudantes de todos os níveis de ensino devem ficar atentos à programação do curso e aos protocolos de biossegurança para evitar a proliferação da variante ômicron, que tem maior poder de transmissão”, alerta.

A reitora Fátima Padoan disse que a Uenp vai desenvolver atividades remotas de orientação pedagógica e sanitária para a comunidade universitária entre os dias 2 e 4 de fevereiro, para que os estudantes se preparem para o retorno presencial.

Em 2021, a Uenp já havia retomado as atividades presenciais dos cursos da área da Saúde, nos campi de Jacarezinho e Bandeirantes. Portanto, para os alunos deste segmento, as aulas presenciais recomeçam regularmente a partir do dia 2 de fevereiro.

Zé Boni pode ser o candidato de Bolsonaro ao senado no Paraná

José Maria Boni, 43 anos, é natural de Loanda (PR). Foi eleito vereador mais jovem do Brasil em Santa Cruz de Monte Castelo, no noroeste do Paraná, aos 18 anos, em 1996. Exerceu quatro mandatos consecutivos na Câmara da cidade. No governo do Paraná, atuou na Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) durante seis anos e na Casa Civil. O último cargo público que ocupou foi na Corregedoria da Assembleia Legislativa.