Natal de Águas e Luzes de Foz abre processo para receber propostas de decoração e iluminação

O Fundo Iguaçu, que fará a gestão do convênio entre instituição, Itaipu e Prefeitura, criará critérios de contratação, por meio de uma comissão integrada. Objetivo é dar total transparência ao projeto.

O inédito Natal de Águas e Luzes, em Foz do Iguaçu, que terá uma versão replicada no município de Ciudad del Este, na fronteira do Paraguai, abriu nessa terça-feira (21) o processo de contratação de propostas de decoração e iluminação, via e-mail e também de forma presencial.

A ideia é criar oportunidades e democratizar todo o processo, seguindo os preceitos das melhores práticas da administração pública: legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência (Limpe), conforme prevê o artigo 37 da Constituição Federal.

“Essa é uma forma de dar total transparência a um presente que Itaipu e parceiros estão dando à fronteira. Nosso Natal de Águas e Luzes pretende ser o passo inicial para a consolidação de um produto que colocará o Destino Iguaçu na vitrine de grandes roteiros natalinos”, diz o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general João Francisco Ferreira.

Para o prefeito Chico Brasileiro, mais que um evento de final de ano, o Natal de Águas e Luzes marca uma nova fase de Foz do Iguaçu. “Graças a parcerias entre a Prefeitura, Itaipu e a iniciativa privada, estamos criando mais um atrativo importante, comprovando que é viável a transformação de Foz do Iguaçu numa cidade de todos e para todos, iguaçuenses e turistas.”

Inscrições e seleção
O Fundo Iguaçu vai colocar à disposição das empresas interessadas os briefings para orçar os espaços e serviços. Serão contemplados, neste primeiro Natal modular, o Gramadão da Vila A, a Praça da Paz, a Praça do Mitre, a Avenida Brasil, o Terminal de Transporte Urbano, a Paróquia São João Batista, a entrada da cidade, a catedral Nossa Senhora de Guadalupe, o trevo do aeroporto e a Avenida Jorge Schimmelpfeng.

As propostas devem ser enviadas para o e-mail natal2021@fundoiguacu.com.br, aos cuidados de Nádia, até o próximo dia 30. Também poderão ser protocoladas na sede do Fundo Iguaçu ou ainda apresentadas presencialmente para a comissão.

O julgamento será feito seguindo critérios técnicos e de preços. Os vencedores serão conhecidos na primeira semana de outubro. De acordo com o presidente do Fundo Iguaçu, Enio Eidt, as propostas serão todas parametrizadas.

“Apesar do pouco tempo para a realização das atividades, estamos trabalhando juntamente com os parceiros, Itaipu, Prefeitura e Fundação Cultural, entre outros, para organizar e planejar bem todo o evento. Além de divulgar, dar publicidade e transparência ao processo, definiremos parâmetros para obter as melhores propostas. Do começo ao fim, teremos uma força-tarefa para acompanhar todo o projeto de Natal”, afirmou.

Novidades que encantam
Durante 35 dias, Foz do Iguaçu dividirá cores e luzes com a paraguaia Ciudad del Este, o maior shopping a céu aberto da América do Sul e meca do consumo para milhões de brasileiros. Uma das grandes novidades do novo Natal, que fará uma menção às águas que encantam nos atrativos turísticos e produzem energia na maior hidrelétrica em geração limpa e renovável do planeta, será a iluminação da Ponte da Amizade, que representa o espírito de integração da fronteira do Brasil e Paraguai, formada por várias etnias de dois povos irmãos.

Os primeiros testes de iluminação cênica no local, envolvendo equipes do Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre – DNIT, Polícia Federal, Receita Federal, Prefeitura, Itaipu e fornecedores, entre outros apoiadores, foram considerados um grande sucesso.

Festividades
Ainda em Foz, o circuito prevê uma Feira de Natal, com gastronomia e artesanato da tríplice fronteira; paradas de Natal; shows; oficinas para capacitar artesãos; e uma programação itinerante nos bairros da cidade, programada pela Prefeitura.

Há previsão de roteiros diferenciados de ônibus para os moradores e visitantes conhecerem e tirarem fotos dos pontos decorados. A programação cultural ainda está sendo definida, mas contará com autos de Natal, entre outros shows e atividades natalinas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Itaipu investe R$ 2,7 milhões em melhorias no sistema penitenciário de Foz do Iguaçu

A Itaipu Binacional está investindo R$ 2.667.322,40 em melhorias no complexo penitenciário de Foz do Iguaçu. As obras utilizam parte da mão de obra dos próprios detentos, representando uma fonte de renda além da redução da pena pelos dias de serviço. O trabalho é feito pelas empresas Metrosul e Atlanta sob a coordenação da Divisão de Infraestrutura e Manutenção da Itaipu.

As obras foram iniciadas em outubro de 2021 e a entrega está prevista para abril de 2022. Elas são feitas em quatro unidades penais localizadas no Jardim Três Fronteiras, em Foz do Iguaçu, que, juntas, abrigam cerca de 2.600 apenados. A coordenação é do Departamento Penitenciário (DEPEN), órgão vinculado à Secretaria de Segurança Pública do Paraná, por meio da Coordenação Regional de Foz do Iguaçu.

O trabalho mais complexo é executado na Penitenciária Estadual de Foz do Iguaçu (PEF), onde está sendo construída uma muralha de 400 metros de comprimento e seis metros de altura, além de quatro novas guaritas de controle, com oito metros de altura, todas ligadas à muralha. A unidade penal abriga mais de mil pessoas. No total, cerca de 20 detentos trabalham na obra.

Ao lado da PEF, na Penitenciária Estadual de Foz do Iguaçu II (PEF II), que também abriga cerca de mil detentos, são feitas melhorias no sistema de segurança com a criação de uma nova central de monitoramento – CFTV, com câmeras e aparelhos televisivos, além do reforço no sistema de alarme.

Na Penitenciária Feminina de Foz do Iguaçu – Unidade de Progressão (PFF-UP), as obras incluem a construção de um novo centro administrativo, além de casa de apoio, enfermaria e reservatório de água. A unidade mantém 220 detentas em regime fechado, em cumprimento de pena. Em torno de oito pessoas trabalham nas obras.

Finalmente, na Cadeia Pública Laudemir Neves, que abriga 400 pessoas – quase em sua totalidade presos provisórios aguardando julgamento pelo Poder Judiciário, a melhoria é a construção de um novo reservatório de água. Em torno de seis apenados trabalham nas obras.

Gdia

Apoio da Força Nacional ajuda a reduzir crimes nas cidades do Oeste

A atuação das forças de segurança estadual e federal reduz crimes na região Oeste do Paraná na atual temporada de verão. Desde dezembro de 2021, a Força Nacional está presente em Foz do Iguaçu, Guaíra, Icaraíma e Alto Paraíso para apoiar e reforçar as ações das polícias Militar e Civil na faixa de fronteira, principalmente contra o crime organizado.

Segundo dados da Secretaria estadual da Segurança Pública (Sesp), divulgados nesta quarta-feira (19), a atuação integrada já ajudou a reduzir furtos gerais (10,8%) e furtos de veículos (12,8%) considerando estes quatro municípios. Os dados abrangem do dia 5 de dezembro a 16 de janeiro, comparados com o mesmo período da temporada do ano anterior.

Nestes 43 dias de operações nos quatro municípios, também houve redução de 76,7% nas ocorrências de tráfico (de 155 para 36) e de 19,2% nas situações de contrabando (de 26 para 21).

“Graças à integração das forças de segurança que atuam na faixa de fronteira, agora com o apoio intenso da Força Nacional, aumentamos a presença policial em pontos importantes, como a Ponte Internacional da Amizade, Ponte Ayrton Sena e em cidades que necessitavam de uma atenção especial”, afirma o secretário estadual da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares. “Esse trabalho conjunto nos fortalece e demonstra à população que a segurança pública trabalha com dedicação e integração contra a criminalidade”.

PARAGUAI – Os roubos na fila para a entrada ao Paraguai, um dos principais focos de atuação da Secretaria da Segurança Pública, reduziram, mesmo com a atividade de comércio intensa pelas festas de fim de ano.

Isso se deu graças às reuniões de trabalho e um planejamento estratégico montado com todas as forças de segurança para combater o problema. Ao todo, foram cinco ocorrências registradas, sendo a última no dia 18 de dezembro. Natal e Ano Novo não registraram nenhuma situação.

“Houve um decréscimo de furtos e roubos, principalmente nos eixos com maior quantidade de turistas, incluindo o acesso ao Paraguai pela BR-277. Com a Força Nacional nesta rodovia e a atuação ostensiva da PM, conseguimos manter uma presença fixa e inibir ações criminosas na região”, explica o tenente Murilo Mendonça Mendes, do 14º Batalhão da PM.

Foto: SESP/AEN