Morre Alexandre Basso, ex-prefeito de Nova América da Colina

Alexandre Basso, o “Xande”, ex-prefeito de Nova América da Colina, município do Norte Pioneiro, faleceu às 03h da madrugada em Cornélio Procópio, por complicações da Covid-19.

Alexandre tinha 46 anos e foi prefeito por dois mandados e tinha forte influência polona região. Era um dos articuladores do PSD na região. Foi presidente da Amunop, Associação dos Municípios do Norte do Paraná.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Uenp recebe R$ 259 mil para criação do Parque de Cultura e Inovação

O superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona, confirmou na sexta-feira, 22, ao deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) o repasse de R$ 259 mil para criação do Parque de Cultura, Extensão e Inovação da Uenp (Universidade Estadual do Norte do Paraná). No novo espaço será implantado um planetário, museu, salas multiuso, galpão cultural, incubadora de empresas e um local destinado ao desenvolvimento de protótipos de produtos, chamado de “espaço maker”.

“A Uenp está inserida em uma região onde há instituições de pesquisa e inovação que incentivam a criação de novos produtos e serviços, como o Tecpar, o Instituto Federal e a Universidade Federal Tecnológica. Com mais esse investimento, a Uenp poderá incentivar ainda mais o ensino tecnológico, com foco na inovação para melhorar a vida das pessoas e formar profissionais conectados com a tecnologia e o mercado”, enfatiza o deputado.

O Parque terá 120 mil metros quadrados e será construído em Jacarezinho. A meta é impulsionar as atividades culturais, de extensão, empreendedorismo e inovação em todos os 46 municípios da região.

Referência — Romanelli disse, ainda, que a proposta da Uenp é transformar o parque em um centro regional de referência cultural, permitindo à comunidade do Norte Pioneiro a participação e acesso à oficinas e exposições culturais, exposições científicas, atividades de diversos projetos de extensão, ações de empreendedorismo e inovação e oficina de línguas.

A reitora Fátima Padoan explica que, além disso, a meta é criar o Circuito Sustentável do Norte Pioneiro, que contará com o envolvimento e participação de acadêmicos dos cursos de biologia, química, física, matemática, história, português, inglês e libras. Esse processo, segundo ela, envolve parcerias importantes com a prefeitura de Jacarezinho, o Tecpar (Instituto de Tecnologia do Paraná) e a Seti (Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior).

“Nosso desejo é desenvolver e fortalecer cultural e economicamente a região. Esse espaço irá beneficiar, por meio de oficinas culturais permanentes, crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos dos bairros de Jacarezinho, como o Jardim São Luiz, Jardim Castro, Vila Prestes, Vila Setti, Panorama e Aeroporto, além de outros bairros mais distantes e nossa comunidade acadêmica”, disse.

Parceria — Para incentivar a unificação entre a educação e o desenvolvimento tecnológico, o Tecpar cedeu parte das instalações da unidade em Jacarezinho para a Uenp. Também foram disponibilizados três colaboradores para o desenvolvimento de soluções em conjunto com o corpo acadêmico da universidade.

Dessa forma, avalia Romanelli, a Uenp passa a se identificar cada vez mais com a região, por meio do incentivo ao desenvolvimento científico e tecnológico. “O Norte Pioneiro tem na agricultura e pecuária sua maior fonte de economia. A Uenp tem a responsabilidade social com a região e atua nos diversos segmentos econômicos, com a difusão de tecnologias de gestão para a melhoria da competitividade das organizações públicas e privadas, o que faz com que o Norte Pioneiro seja um expoente no Paraná”.

Romanelli destaca importância da Inglaterra na formação do Norte do Paraná

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) destacou nesta sexta-feira, 24, a importância dos ingleses na formação das cidades do Norte do Paraná. Romanelli e o cônsul britânico Adam Paul Peterson participaram das comemorações aos 90 anos da visita do Príncipe de Gales a Cornélio Procópio e Cambará. “Os  britânicos foram muito importantes e muito significativos na região. Temos que destacar a memória e a história, que ajudaram a promover uma integração entre a Inglaterra e o Brasil”, disse.

O prefeito Amin Hannouche (PSD) disse que a comemoração é um reconhecimento por um momento tão importante da história da cidade. “É importante relembrar o ano de 1931, quando o Príncipe de Gales, que depois se tornou Rei Eduardo VIII, esteve no então km 125, que depois se tornou Cornélio Procópio. Uma lembrança que ficou na memória de muitos”, ressalta.

Para o cônsul britânico, refazer 90 anos depois o mesmo trajeto é motivo de satisfação e emoção. “É preciso buscar e resgatar essa história. Para mim, é muito importante esse momento, para reconstruir novos laços e novas iniciativas em conjunto”.

História — Em 1931, uma comitiva britânica, com Lord Lovat, Arthur Thomas e o Príncipe de Gales, que depois se tornaria Rei Eduardo VIII, visitaram a região para conhecer o potencial das terras, que até então, iniciava os primeiros empreendimentos, por meio da Companhia de Colonização Norte do Paraná.

A comitiva veio de Cambará e depois seguiria para Londrina – “A pequena Londres” – fundada pelos ingleses. Mas, com as chuvas intensas que caíram naquele dia, não houve condições de deslocamento, já que não havia estradas, apenas picadas, por onde os bandeirantes passavam.

Romanelli lembra que, quando Lord Lovat, com a Companhia Melhoramentos, passou pelo Norte do Paraná, um novo cenário se construía à época. “A Companhia de Terras do Norte do Paraná propiciou a formação de novas comunidades, onde brasileiros e ingleses viriam posteriormente morar. O clima e a fertilidade da terra para produção foram os potenciais descobertos que ajudaram a formar cidades como Londrina e outras fundadas pelos ingleses”.