Kit natalino

Longe do peru, do pernil e até da uva-passa, os presos da Lava Jato que cumprem pena no Complexo Médico-Penal de Pinhais (PR), incluindo o ex-todo-poderoso Eduardo Cunha, já fizeram a ceia de Natal. Cada um recebeu do Conselho da Comunidade, entidade que atende os mais de 11 mil detentos da Região Metropolitana de Curitiba, uma esfiha, um pedaço de bolo de goiabada e um copo de refrigerante. Isso sem contar a apresentação de uma dupla sertaneja. Afinal, dezembro é mês de cantoria. As informações são de Ricardo Boechat na IstoÉ.

link nota
https://istoe.com.br/compromisso/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rodovias que cortam Curitiba começam a ter fluxo intenso para o feriado

A BR-116/PR (Contorno Leste), tem fluxo intenso na região entre São José dos Pinhais e Curitiba. A BR-376, que leva para Santa Catarina, apresenta fluxo normalaté o momento.  As informações são do Bem Paraná.

Com maior flexibilização das medidas restritivas contra a Covid-19, o movimento nas rodovias que cortam a Grande Curitiba devem se intesificar neste fim de ano, para as festas de Natal e Ano Novo, mesmo com as datas restritas ao sábado e domingo neste ano.

A Concessionária Arteris Planalto Sul terá operação especial de tráfego na BR-116, entre Curitiba e a divisa com Santa Catarina, com fluxo estimado em 30% a mais que em dias normais a partir do próximo fim de semana.

A BR-376 igualmente deve ficar mais movimentada já na noite de quinta-feira. A BR-277, sentido Litoral do Paraná, também deve ver o fluxo subir, especialmente na sexta-feira.

Justiça suspende execução de pena de Palocci e autoriza que ex-ministro retire tornozeleira eletrônica

A Justiça Federal do Paraná suspendeu, nesta quinta-feira (23), a execução da pena de Antônio Palocci pela Lava Jato e autorizou que o ex-ministro retire a tornozeleira eletrônica.

A decisão, do juiz federal Dineu de Paula, proferida durante o plantão da Justiça, leva em conta o parecer do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que anulou a ação penal da Operação Lava Jato em que Palocci e outros 12 réus foram condenados e transferiu o processo para a Justiça Eleitoral do Distrito Federal.

 Foto: Giuliano Gomes/PR Press