Itaipu investe R$4 milhões em centro de medicina

Por meio de um convênio com a Fundação de Saúde Itaiguapy, administradora do Hospital Ministro Costa Cavalcanti (HMCC), a Itaipu Binacional está investindo R$ 4 milhões na reforma e ampliação do Centro de Medicina Tropical (CMT) da Tríplice Fronteira, em Foz do Iguaçu (PR). As obras para a ampliação do Laboratório de Saúde Única do CMT começaram no dia 14 de julho.]

A ideia é transformar o novo espaço em um centro de referência para diagnóstico de alimentos e de sanidade animal, que são pilares para a economia rural, oferecendo exames de biologia molecular, microbiológicos e físico-químicos de alta qualidade.

O convênio entre a Itaipu e a Fundação prevê a ampliação dos serviços do CMT, incluindo 345,19 m² de reformas na atual estrutura localizada na Avenida Araucária, na Vila A, e 74,25 m² de novas edificações, além de aquisição de equipamentos, mobílias e insumos. Com a ampliação, o CMT poderá atender a agroindústrias de laticínios, importadoras de alimentos, abatedouros, entre outras cooperativas que atuam no setor do agronegócio.

Segundo o gerente da Unidade, Robson Delai, o Oeste do Paraná é a região que concentra o maior rebanho de suínos do estado e uma das maiores cadeias de produção de frango do mundo, abrigando grandes cooperativas do País. Também produz carne bovina e leite. “Exames de sanidade que hoje são feitos fora da região, com um custo maior e demora na obtenção de resultados, poderão ser feitos no laboratório do CMT”, explicou.

Os novos exames servem para diagnosticar tanto as enfermidades mais comuns em frangos, bovinos e suínos, como a salmonelose (infecção provocada pela bactéria salmonela) ou doenças do aparelho respiratório, até doenças mais raras e inexistentes no Paraná (como peste suína). Outro serviço que deverá ser oferecido é o monitoramento da qualidade e sanidade do leite produzido na região.

“Estes resultados auxiliarão nos serviços como o do Ministério da Agricultura e da Secretaria de Saúde do Paraná, e dos municípios da área de influência da Itaipu, e de agricultores e produtores rurais”, enfatizou o diretor superintendente da Fundação Itaiguapy, Fernando Cossa.

Segundo o diretor, a ampliação irá favorecer especialmente as cooperativas que trabalham com a exportação de carnes. “Com o credenciamento do laboratório, laudos oficiais, com selo do Ministério da Agricultura, poderão ser emitidos em menos de 24 horas, dando agilidade a processos de movimentação e liberação de cargas”, completou.

O diretor geral-brasileiro da Itaipu Binacional, general João Francisco Ferreira, destacou a responsabilidade da empresa com o desenvolvimento territorial e a importância do agronegócio para a economia da região. “Com esse investimento, a Itaipu está dando uma importante contribuição que terá reflexos positivos na geração de receitas para os produtores rurais da região”, afirmou Ferreira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Prefeitos pedem alternativas para financiar transporte

A demanda da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) por alternativas ao financiamento do transporte público mobilizou senadores. Nelsinho Trad (PSD-MS) e Alexandre Giordano (MDB) protocolaram projeto de lei para custear a gratuidade dos idosos. De acordo com a proposta, o programa de assistência à mobilidade dos idosos  vai garantir assistência financeira e diminuir o impacto nas tarifas. Estima-se a destinação de R$ 5 bilhões. Os valores por cidade, conforme a FNP já calculou, serão contemplados por meio de emenda ao projeto. Para Foz do Iguaçu, caberá R$ 7,5 milhões.

Picler será Cidadão Benemérito do Paraná

A Assembleia Legislativa aprovou o projeto de lei do deputado Hussein Bakri (PSD) que concede o título de cidadão benemérito do Paraná ao professor Wilson Picler, chanceler da Uninter.  “O professor Picler sempre se concentrou na inclusão de brasileiros na educação em todos os níveis, como uma forma de desenvolvimento social, científico-tecnológico e econômico. Foi também um dos principais apoiadores do programa de bolsas de estudo Prouni e idealizou a estratégia de adesões antecipadas para retomar o programa”, disse Bakri.