Itaipu Binacional homenageia Foz do Iguaçu e promete colaboração eterna

Foto: Alexandre Marchetti/ Itaipu

Na quinta-feira (10), quando Foz do Iguaçu comemorou 107 anos de fundação, a Itaipu Binacional fez uma mensagem simples e direta para os iguaçuenses: podem contar sempre com o apoio da empresa que a cidade viu nascer. Em mensagem, o diretor-geral brasileiro da Itaipu, general João Francisco Ferreira, sintetiza este apoio: “Continuem contando conosco”.

Ele lembrou que Itaipu faz parte da história de Foz do Iguaçu desde 1974, quando a entidade binacional foi criada para construir e depois operar a maior hidrelétrica do mundo até aquele momento.

Esta participação na história da cidade se consolidou mais recentemente, com a vinda a Foz de todos os integrantes da diretoria executiva brasileira, afirmou o diretor. “E, também, pelas muitas ações e obras estruturantes que Itaipu passou a realizar, em parceria com diversos órgãos, para propiciar o maior desenvolvimento econômico e social de Foz do Iguaçu e das cidades da área de influência”, acrescentou.

Obras sempre

Algumas das obras estruturantes já são bem conhecidas dos iguaçuenses: a segunda ponte sobre o Rio Paraná, a modernização e ampliação da pista do aeroporto internacional, a futura duplicação da Rodovia das Cataratas, além de ciclovias, do Mercado Municipal e muitas outras.

Mas o mais importante é que os investimentos de Itaipu em Foz e região não vão parar em 2023, quando Brasil e Paraguai renegociam o Anexo C do Tratado de Itaipu, que trata das bases financeiras do custo da eletricidade produzida na usina.

O diretor-geral brasileiro de Itaipu já informou que mesmo com a redução da tarifa, que virá naturalmente com o término das dívidas da construção da usina, os orçamentos futuros contarão sempre com uma parcela de recursos para permitir a implantação de outras obras que sejam consideradas importantes para o bem-estar dos iguaçuenses e dos moradores de municípios vizinhos.

Anúncio de “pacote”

Às vésperas do aniversário de Foz, Itaipu anunciou um pacote de ações e iniciativas que irão beneficiar cerca de 30 mil pessoas até o final do ano.

O pacote inclui o início da duplicação dos 8,7 quilômetros da Rodovia das Cataratas, que deverá gerar empregos importantes para a atual fase da economia, e a entrega da revitalização do Gramadão da Vila A, em outubro, um renovado ponto de encontro e lazer dos iguaçuenses.

Itaipu também já definiu que doará, em breve, 20 mil cestas básicas para a população em situação vulnerável, e programou o início da capacitação de 2,2 mil profissionais de vários setores, especialmente do turismo.

O turismo será beneficiado ainda com uma nova campanha de divulgação do Destino Iguaçu, que incluirá a captação de eventos.

Como disse o general Ferreira, “são contrapartidas que fazemos em prol de uma cidade que tão bem acolheu nosso empreendimento e nosso corpo funcional, de forma bastante respeitosa e carinhosa”.

Contrapartidas que se resumem a dois aspectos principais: atendimento à população, com geração de empregos no momento desta crise econômica provocada pelas medidas restritivas, e criação de uma nova infraestrutura, que garantirá “uma nova guinada na economia de Foz do Iguaçu e região”, finalizou o diretor-geral brasileiro de Itaipu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cataratas do Iguaçu estão entre os 12 lugares mais lindos do mundo

A empresa de viagens britânica Kuoni classificou os 12 lugares mais lindo do mundo, entre eles, as Cataratas do Iguaçu, em Foz do Iguaçu. Para a escolha, a empresa se utilizou da ciência.

Por meio de rastreamento ocular e inteligência artificial, a Kuoni classificou os que seriam os locais mais atraentes ao olho humano. No Brasil, a lista foi divulgada pelo portal Melhores Destinos. Segundo a ciência, esse seria o resultado:

1 – Lago Peyto, no Canadá
2 – Ilha Meeru – Maldivas
3 – Costa Jurássica – Inglaterra
4. Parque Nacional Yosemite – Estados Unidos
5 – Lago Tekapo – Nova Zelândia
6 – Cataratas do Niágara – Canadá
7 – Snowdon – País de Gales
8 – Rio Subterrâneo Puerto Princesa – Filipinas
9 – Catedral de Mármore – Chile
10 – Floresta Nacional de El Yunque – Porto Rico
11 – Aurora Boreal – Islândia
12 – Cataratas do Iguaçu – Brasil

Convênio entre Itaipu e Visit Iguassu prevê R$ 2,3 milhões em investimentos no turismo

A Itaipu Binacional e o Visit Iguassu firmaram um convênio no valor de R$ 2,3 milhões, no final do ano passado, para a promoção e a divulgação do Destino Iguaçu. A ideia é, por meio dessa parceria de três anos, atrair mais turistas, aumentar o número de permanência desses visitantes no Destino Iguaçu, gerar mais empregos e movimentar toda a economia local.

“O apoio ao turismo, principal segmento econômico da fronteira do Brasil com o Paraguai e a Argentina, faz parte da missão da Itaipu Binacional”, justifica o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general João Francisco Ferreira. O plano de trabalho desse convênio vem sendo elaborado desde abril de 2021. Com a pandemia, o turismo foi um dos setores mais prejudicados. A Itaipu e parceiros têm feito uma grande ação conjunta para evitar mais sobressaltos no setor.

Entre as iniciativas previstas no convênio estão a participação em feiras, a captação de eventos e o fortalecimento institucional da Gestão Integrada do Turismo de Foz do Iguaçu, com maior suporte às entidades parceiras, e a criação de uma estrutura de comunicação social para dar visibilidade permanente ao Destino.

Os recursos, por exemplo, serão empregados na melhoria do site do Destino Iguaçu, no impulsionamento de notícias (marketing digital) e na renovação do banco de imagens dos atrativos de Foz, como as Cataratas do Iguaçu e da própria usina de Itaipu, entre outros.

De forma inclusiva e participativa, a proposta é atender os pleitos de todas as instituições representativas da Gestão Integrada. Os investimentos serão usados ao longo de três anos.

“A gestão desses recursos vai seguir um planejamento focado em promover Foz do Iguaçu como destino turístico seguro para lazer, negócios e eventos e, assim, gerar um incremento sustentável do fluxo turístico”, explica o presidente do Visit Iguassu, Felipe Gonzalez.

Ele lembra que desse modo, Foz do Iguaçu terá todas as condições de obter melhor posicionamento entre os demais destinos turísticos nacionais e internacionais. “É mais uma força-tarefa para contribuir com o desenvolvimento socioeconômico da região”, reforça.

Ainda, de acordo com Gonzalez, é preciso muita responsabilidade para fazer a gestão de um recurso como esse. “Não se trata de um montante qualquer. Vale destacar que a parcela voltada captação de eventos não é grande. Ela representa 10% do valor total do convênio para os três anos de execução”.

O presidente ainda agradece a oportunidade e a união entre as entidades. “Todo recurso é muito bem-vindo para complementar as ações já planejadas com os nossos associados”, completou. “Vamos utilizar a estrutura corporativa e nossa expertise para manter os alinhamentos com as demais instituições”.

O Visit Iguassu foi escolhido para o convênio pela experiência. A instituição se compromete a fazer “um trabalho árduo para que a execução desse convênio siga à risca os objetivos pré-estabelecidos dentro de um planejamento que venha a honrar a todo o turismo de Foz”, segundo a presidência da entidade.

A contrapartida das instituições é complementar com recursos financeiros, apoio de equipe ou mesmo estrutura, para a realização das metas estabelecidas no termo de convênio.

Assessoria Itaipu Binacional/ Foto: Rubens Fraulini