Foz do Iguaçu começa a implantar projeto de energia solar em colégios estaduais

O contrato entre a prefeitura e o governo estadual foi assinado neste mês de abril. Foto: divulgação

A implantação de sistemas de geração de energia com células fotovoltaicas nas escolas municipais do Paraná é um bom exemplo de ações do Governo do Estado voltadas à sustentabilidade. No projeto-piloto, foram destinados R$ 46,5 milhões para levar a tecnologia a 224 escolas de Balsa Nova, Cascavel, Fazenda Rio Grande, Foz do Iguaçu, Maringá, Paranavaí e São José dos Pinhais.

O compromisso do Governo com a adoção de critérios para promover o desenvolvimento sustentável foi reafirmado pelo secretário do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas (Sedu), João Carlos Ortega, nesta sexta-feira (23), lembrando a Cúpula do Clima, que acontece nos Estados Unidos. “O primeiro contrato desse importante projeto que leva sustentabilidade às escolas municipais foi assinado neste mês com a Prefeitura de Foz do Iguaçu”, destacou o secretário.

As ações do Programa Zero Energia serão executadas, nesta fase, com recursos do Programa de Eficiência Energética da Copel, com contrapartidas municipais via operações de crédito, por meio da Fomento Paraná, e a assistência técnica operacional do Serviço Social Autônomo Paranacidade, vinculado à Sedu.

“Uma das principais orientações do nosso trabalho é a de proporcionar a cidade inclusiva e justa para todos. Buscamos sempre os melhores projetos, aqueles que transformam a vida das pessoas e, ao mesmo tempo, garantem que as conquistas sejam perenes e alcancem as futuras gerações. Nesse contexto, a atenção e os cuidados com o meio ambiente são fundamentais”, destacou Ortega.

Ações – Desde janeiro de 2019, a Secretaria do Desenvolvimento Urbano autorizou a liberação de R$ 1,88 bilhão do Tesouro do Estado e de operações de crédito para viabilizar 3.172 ações em todo o Estado: pavimentação, urbanização, construção de praças, implantação de parques, construção ou reforma de unidades de saúde, creches e escolas, ou aquisição de equipamentos, máquinas, veículos e serviços.

“Temos um compromisso de balizar nossas decisões pelos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), propostos pela ONU, dentro da Agenda 2030. O ODS 13 fala exatamente sobre o que é preciso ser feito, localmente, para evitar mudanças globais no clima, enquanto o ODS 15 defende a proteção, a recuperação e o uso sustentável dos ecossistemas terrestres”, disse o secretário.

Ortega explicou que esse conceito é levado às prefeituras do Paraná. “Todas as vinculadas à Sedu, Paranacidade, Cohapar, Comec, ConCidades e a Paraná Edificações trabalham sob a mesma orientação. Em relação aos 399 municípios, já temos o compromisso de 359 dos prefeitos que orientam as suas administrações municipais de acordo com a Agenda 2030. O esforço de aproximar os gestores públicos das boas práticas, visando a sustentabilidade, é constante e já faz parte do nosso dia a dia”, assegurou Ortega.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crianças de 6 a 11 anos sem comorbidades podem receber vacina contra covid na segunda-feira (24)

Agendamento já está disponível no site da prefeitura (vacinacao.pmfi.pr.gov.br); doses serão aplicadas em 10 unidades de saúde

A Secretaria Municipal de Saúde baixou, mais uma vez, a faixa etária do público-alvo da campanha de vacinação infantil contra a covid-19. Na segunda-feira (24) serão vacinadas as crianças de 6 a 11 anos sem comorbidades.

O agendamento está disponível no site da prefeitura (vacinacao.pmfi.pr.gov.br). Também seguem sendo imunizadas as crianças de 5 a 11 anos que possuem comorbidades ou deficiência permanente.

De quarta-feira (20), quando iniciou a vacinação infantil, a sábado (22), 2.158 crianças receberam a primeira dose contra a covid em Foz do Iguaçu.

“Assim como foi com a vacinação dos adultos e também a dos adolescentes, vamos baixando a faixa etária tão logo possível, para que a imunização das crianças também ocorra de forma célere”, ressalta a secretária municipal de Saúde, Rosa Maria Jerônimo.

As doses serão aplicadas nas seguintes unidades de saúde: UBS São João, Sol de Maio, Vila Iolanda, Maracanã, Padre Monti, Profilurb II, Vila C Nova, AKLP, Portal da Foz e Campos do Iguaçu.

Documentação

Os pais devem portar documento pessoal com foto, além de documento (RG, CPF e cartão SUS) ou certidão de nascimento da criança, para comprovar o parentesco, e comprovante de endereço. Crianças que não estiverem com o pai e/ou mãe deverão apresentar autorização por escrito (o modelo está disponível no link https://vacinacao.pmfi.pr.gov.br/grupos.html?id_publicacao=726)

Para comprovar a comorbidade, os pais poderão levar exames ou laudos médicos que comprovem a condição.

PMFI

Itaipulândia adia ItaVerão e veta acampamentos no Balneário Jacutinga

O município de Itaipulândia elaborou um novo decreto a ser publicado na tarde desta sexta-feira (21), que irá trazer algumas medidas de combate à Covid-19: o adiamento do evento ItaVerão e um veto aos acampamentos no Balneário Jacutinga.

O objetivo é evitar aglomerações neste momento em que os casos de Coronavírus estão com alta contínua e evitar que variantes cheguem ao município.