Favorito, Rodrigo Maia comete o erro de subestimar adversários na Câmara

O favorito na disputa pela presidência da Câmara é o atual ocupante do cargo, Rodrigo Maia (DEM), mas ele tem subestimado adversários como João Campos (PRB-RJ), que leva a vantagem da dupla militância nas bancadas evangélica e da segurança pública. Outros candidatos fortes são Fábio Ramalho (MDB-MG) e Delegado Waldir (PSL-SP), que se beneficiam da queixa dos partidos do Centrão, inconformados com o fato de o DEM estar bem no futuro governo, com três ministérios. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Maia tem dois trunfos: trânsito na esquerda (cerca de 150 deputados) e alinhamento com as reformas econômicas do ministro Paulo Guedes.

O presidente da Câmara diz que as escolhas de Bolsonaro se baseiam em lealdade pessoal e na decisão de privilegiar as bancadas temáticas.

Partidos do Centrão alegam que o DEM ganhou Saúde (Luiz Henrique Mandetta), Agricultura (Tereza Cristina) e Casa Civil (Onyx Lorenzoni.

link nota
https://diariodopoder.com.br/favorito-maia-subestima-adversarios-na-camara-2/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Datena permanece no União Brasil e está “a disposição para aquilo que o partido definir”

PDT admite que “palanque duplo” com Lula será inevitável

Chefes do PDT presentes na convenção que lançará oficialmente Ciro Gomes como pré-candidato à Presidência da República já admitem que a sigla terá vários “palanques duplos”. Ou seja, candidatos que dividirão apoio entre o escolhido pedetista e Lula, o favorito até o momento para as eleições de 2022.

O principal nome da sigla que deverá estar em palanques de Ciro e Lula é o senador Weverton Rocha (MA). Ele deverá ser candidato ao governo do Maranhão e terá permissão da direção da legenda para estar ao lado do candidato do PT.

Leia mais em Metrópoles