Em Foz do Iguaçu, PSB reforça importância de mulheres nos espaços de poder

Uma reflexão ampla e plural sobre participação feminina na política do Paraná e do Brasil. Esta foi a proposta do 2º Encontro Estadual de Mulheres do PSB do Paraná, que ocorreu na última sexta-feira (22) na cidade de Foz do Iguaçu. Em pauta, as socialistas do Paraná debateram a autorreforma partidária na perspectiva do gênero feminino, a criação das secretarias municipais das mulheres, as novas regras da reforma política e a formação de chapa de mulheres para as eleições de 2022.

“Com este evento, que é o nosso segundo encontro estadual, o PSB afirma que a participação efetiva das mulheres nos espaços de poder e liderança é mais do que necessária”, disse Maria Ezi, Secretária Estadual de Mulheres do PSB Paraná.

Segundo Ezi, em 2020 o partido teve ótimo retorno, com candidaturas femininas vitoriosas em vários municípios do estado. “Queremos repetir isso em 2022. O PSB do Paraná está aberto às mulheres que procuram espaços na política, pois quanto mais mulheres na política, mais políticas públicas mais sólidas nós teremos para toda a população”.

Durante o encontro, diversas lideranças lançaram sua pré-candidatura às eleições de 2022, como é o caso de Clemilda Santiago, coordenadora da Negritude Socialista do Paraná e da ex-vereadora de Toledo Marli do Esporte.

Carlos Siqueira destacou que as mulheres precisam avançar na ocupação de espaços em diversos âmbitos. “Para as eleições 2022, as mulheres precisam se candidatar, irem às ruas e à luta e defenderem a sua participação para ocupar o espaço que corresponde ao eleitorado, que é de maioria de mulheres. E isso só vai acontecer quanto mais mulheres se conscientizarem e fazem outras mulheres perceberem que precisam se fazer representadas”, disse.

Espaços
Mas o evento não tratou apenas de espaços eleitorais que devem ser ocupados por mulheres. Um dos pontos destacados por várias lideranças foi a participação feminina nos partidos políticos. No caso do PSB, a discussão passa pela Autorreforma que o partido vem promovendo.

Segundo o presidente, a Autorreforma já tem como um dos resultados a ampliação da participação de mulheres nas instâncias partidárias. “Uma das ações que estamos discutindo e já estabelecemos como regra na Autorreforma é que no mínimo 30% dos cargos do Diretório e da Executiva Nacional do PSB sejam ocupados por mulheres. A regra deverá ser aplicada nas indicações dos estados”, pontuou.

A participação feminina nos partidos foi destacada também por Dora Pires. “O trabalho da Secretaria Nacional de Mulheres do PSB é fomentar, apoiar e construir junto esse olhar e essa força para a gente buscar outros momentos e ir à luta dentro desse contexto. A política pública tem que ter espaço para as mulheres. A política partidária tem que ter espaço para as mulheres. A sociedade tem que dar espaço às mulheres e a gente só pode construir essa via de mão dupla se estivermos nesse caminhar, pisando forte e enfrentando as dificuldades”, disse a Secretária Nacional de Mulheres do PSB.

Participação
Além de Carlos Siqueira e Dora Pires, participaram do evento o governador do Paraná Ratinho Júnior, o prefeito de Foz do Iguaçu Chico Braisleiro, a secretário de Saúde municipal Rosa Jêrônimo a secretaria estadual de Mulheres do Rio Grande do Sul, Maria Luíza Loose, prefeitas, vice-prefeitas e vereadoras e os deputados federais Aliel Machado e Luciano Ducci e os estaduais Romanelli e Alexandre Curi.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Novo hotel

O grupo que inaugurou a roda gigante em Foz do Iguaçu pretende construir um hotel de R$ 150 milhões. O resort terá 360 apartamentos e deve ser entregue em 2023. “É mais um atrativo em uma cidade que se estruturou para receber as pessoas e fez do turismo um dos principais setores econômicos. Foz do Iguaçu é a porta de entrada dos turistas no Paraná, um dos principais destinos de estrangeiros no País. Por isso, a retomada da visitação é positiva não apenas para a cidade, como para o todo o Estado”, disse o governador Ratinho Junior (PSD) sobre o novo atrativo.

Programa de incentivo ao 5G é aprovado na Alep

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa deu parecer favorável ao projeto de lei que propõe a criação do Programa de Estímulo à Implantação das Tecnologias de Conectividade Móvel no Paraná. A proposta é de autoria dos deputados Luiz Claudio Romanelli (PSB) e Tião Medeiros (PTB) e do ex-deputado Emerson Bacil (PSL).

Segundo Romanelli, a iniciativa é uma forma de incentivar os municípios a adequar suas legislações e a infraestrutura urbana para receber serviços de telefonia móvel e transmissão de dados em 4G e 5G que começarão a ser implantados em 2022, após o leilão promovido em novembro pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).