Em Foz, aulas presenciais da educação infantil da rede privada retornam segunda-feira (12)

A partir de segunda-feira (12), as aulas presenciais na rede privada de ensino de Foz do Iguaçu, da educação infantil ao 9º ano do ensino fundamental, poderão ser retomadas, respeitando os protocolos sanitários e a limitação de 30% da capacidade de público. A medida foi anunciada pelo prefeito Chico Brasileiro em live transmitida pelo Facebook da Prefeitura nesta quinta-feira (08). 


O retorno das aulas presenciais na rede pública municipal e estadual de ensino, bem como nas instituições públicas e privadas de ensino médio, superior e de pós-graduação, no entanto, permanece suspenso por tempo indeterminado. Nas instituições de ensino superior serão permitidas, com 30% de capacidade, aulas práticas e estágios curriculares presenciais.


Redução de casos 


A flexibilização nas medidas restritivas só foi possibilitada devido à redução no número de casos no município. No final de fevereiro e início de março, a cidade chegou a registrar mais de 300 casos por dia. 

A média móvel de casos em Foz, nos últimos sete dias até esta quinta-feira, está em 60,86 por dia, uma redução de 42% na comparação com a média móvel de 14 dias atrás.

A diminuição de casos é um indicativo de que as medidas restritivas adotadas pela Prefeitura nas últimas semanas – entre elas três lockdowns nos finais de semana – foram efetivas. 

O número de internações, no entanto, continua alto. Dos 125 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para covid-19, 87,5% estão ocupados. Por isto, fica mantido o toque de recolher entre 23h e 5h e o funcionamento das atividades comerciais, industriais e de serviços com 30% da capacidade. 

O prefeito reforçou que os cuidados para evitar a transmissão da doença precisam ser mantidos por todos. “Pedimos a colaboração de toda a população para que, daqui a pouco, possamos fazer novas flexibilizações. Vamos respeitar os horários, os protocolos como distanciamento, uso de máscaras e higienização, para que possamos reduzir ainda mais o número de casos e de mortes”, afirmou Chico Brasileiro.

Foto: Prefeitura de Foz do Iguaçu/Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crianças de 6 a 11 anos sem comorbidades podem receber vacina contra covid na segunda-feira (24)

Agendamento já está disponível no site da prefeitura (vacinacao.pmfi.pr.gov.br); doses serão aplicadas em 10 unidades de saúde

A Secretaria Municipal de Saúde baixou, mais uma vez, a faixa etária do público-alvo da campanha de vacinação infantil contra a covid-19. Na segunda-feira (24) serão vacinadas as crianças de 6 a 11 anos sem comorbidades.

O agendamento está disponível no site da prefeitura (vacinacao.pmfi.pr.gov.br). Também seguem sendo imunizadas as crianças de 5 a 11 anos que possuem comorbidades ou deficiência permanente.

De quarta-feira (20), quando iniciou a vacinação infantil, a sábado (22), 2.158 crianças receberam a primeira dose contra a covid em Foz do Iguaçu.

“Assim como foi com a vacinação dos adultos e também a dos adolescentes, vamos baixando a faixa etária tão logo possível, para que a imunização das crianças também ocorra de forma célere”, ressalta a secretária municipal de Saúde, Rosa Maria Jerônimo.

As doses serão aplicadas nas seguintes unidades de saúde: UBS São João, Sol de Maio, Vila Iolanda, Maracanã, Padre Monti, Profilurb II, Vila C Nova, AKLP, Portal da Foz e Campos do Iguaçu.

Documentação

Os pais devem portar documento pessoal com foto, além de documento (RG, CPF e cartão SUS) ou certidão de nascimento da criança, para comprovar o parentesco, e comprovante de endereço. Crianças que não estiverem com o pai e/ou mãe deverão apresentar autorização por escrito (o modelo está disponível no link https://vacinacao.pmfi.pr.gov.br/grupos.html?id_publicacao=726)

Para comprovar a comorbidade, os pais poderão levar exames ou laudos médicos que comprovem a condição.

PMFI

Itaipulândia adia ItaVerão e veta acampamentos no Balneário Jacutinga

O município de Itaipulândia elaborou um novo decreto a ser publicado na tarde desta sexta-feira (21), que irá trazer algumas medidas de combate à Covid-19: o adiamento do evento ItaVerão e um veto aos acampamentos no Balneário Jacutinga.

O objetivo é evitar aglomerações neste momento em que os casos de Coronavírus estão com alta contínua e evitar que variantes cheguem ao município.