Deputados vão debater retomada de eventos no Paraná

A retomada do setor de eventos no Paraná será debatida na audiência pública proposta pelo deputado Michele Caputo (PSDB) na próxima terça-feira (24), a partir das 9 horas. A  Associação Brasileira de Empresas de Eventos estima que as perdas do setor, na economia do Paraná, chegam próximo de R$ 25 bilhões. O debate terá transmissão ao vivo pela TV Assembleia, site e redes sociais do legislativo.

O deputado conheceu em São Paulo as iniciativas e a forma como são realizados eventos-modelos para a definição dos protocolos de segurança sanitária adotados. “Esses eventos estabelecem parâmetros, em conjunto com os órgãos de saúde, para definir um protocolo específico para cada tipo de atividade, e assim, acelerar a retomada dos eventos, setor que está paralisado desde o início da pandemia”, disse Michele Caputo, coordenador da Frente Parlamentar de Enfrentamento ao Coronavírus.

“Estão fazendo com quatro segmentos da área de eventos: shows/festivais, esportes – inclusive o futebol, feiras corporativas, e também a área de eventos sociais, como jantares, formaturas, casamentos, batizados, etc. Em comum acordo com as entidades que representam esses setores e a Vigilância Sanitária, foram produzidos protocolos para, através de chamamento público, escolher as empresas e os eventos para aplicar esse evento-modelo”, explicou.

Participam da audiência: Eduardo Aranibar – subsecretário de Competitividade da Indústria, Comércio e Serviços do Governo de São Paulo, que vai fazer a apresentação do projeto de Eventos-Modelo de São Paulo; Fábio Skraba – presidente da Abeoc-PR, Nelson Goulart Júnior – presidente da Abrasel/PR; Julio Cesar Hezel – proprietário do Buffet Nuvem de Coco; Mac Lovio Solek – CEOda Prime Eventos e vice-presidente Sul da Abrape (Associação Brasileira de Promotores de Eventos).

Também foram convidados o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto; o prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro e o secretário Chefe da Casa Civil, Guto Silva.

O evento será realizado em formato remoto e terá transmissão ao vivo da TV Assembleia e das redes sociais da Casa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crianças de 6 a 11 anos sem comorbidades podem receber vacina contra covid na segunda-feira (24)

Agendamento já está disponível no site da prefeitura (vacinacao.pmfi.pr.gov.br); doses serão aplicadas em 10 unidades de saúde

A Secretaria Municipal de Saúde baixou, mais uma vez, a faixa etária do público-alvo da campanha de vacinação infantil contra a covid-19. Na segunda-feira (24) serão vacinadas as crianças de 6 a 11 anos sem comorbidades.

O agendamento está disponível no site da prefeitura (vacinacao.pmfi.pr.gov.br). Também seguem sendo imunizadas as crianças de 5 a 11 anos que possuem comorbidades ou deficiência permanente.

De quarta-feira (20), quando iniciou a vacinação infantil, a sábado (22), 2.158 crianças receberam a primeira dose contra a covid em Foz do Iguaçu.

“Assim como foi com a vacinação dos adultos e também a dos adolescentes, vamos baixando a faixa etária tão logo possível, para que a imunização das crianças também ocorra de forma célere”, ressalta a secretária municipal de Saúde, Rosa Maria Jerônimo.

As doses serão aplicadas nas seguintes unidades de saúde: UBS São João, Sol de Maio, Vila Iolanda, Maracanã, Padre Monti, Profilurb II, Vila C Nova, AKLP, Portal da Foz e Campos do Iguaçu.

Documentação

Os pais devem portar documento pessoal com foto, além de documento (RG, CPF e cartão SUS) ou certidão de nascimento da criança, para comprovar o parentesco, e comprovante de endereço. Crianças que não estiverem com o pai e/ou mãe deverão apresentar autorização por escrito (o modelo está disponível no link https://vacinacao.pmfi.pr.gov.br/grupos.html?id_publicacao=726)

Para comprovar a comorbidade, os pais poderão levar exames ou laudos médicos que comprovem a condição.

PMFI

Itaipulândia adia ItaVerão e veta acampamentos no Balneário Jacutinga

O município de Itaipulândia elaborou um novo decreto a ser publicado na tarde desta sexta-feira (21), que irá trazer algumas medidas de combate à Covid-19: o adiamento do evento ItaVerão e um veto aos acampamentos no Balneário Jacutinga.

O objetivo é evitar aglomerações neste momento em que os casos de Coronavírus estão com alta contínua e evitar que variantes cheguem ao município.