De volta às origens: Michel Teló lembra tempo do Grupo Tradição em show memorável do Natal de Foz

O cantor Michel Teló já é familiarizado com Foz do Iguaçu. Pela região, ele tocava ainda nos tempos dos bailões promovidos pelo Grupo Tradição, no início dos anos 2000. Na noite desta sexta-feira (21), o músico, que é nascido em Medianeira, a 60 km da fronteira, pôde voltar às origens, relembrar antigos sucessos e emocionar o público que compareceu ao Gramadão da Vila A, na programação do Natal de Foz que tem o patrocínio da Itaipu Binacional.

“Só tenho que agradecer a alegria de voltar para Foz do Iguaçu, minha região, minha terra natal”, disse o músico. “Agradeço à Itaipu pelo convite e confiança para fazer esse show nessa cidade que eu tanto gosto”. Durante o espetáculo, Michel Teló pediu uma salva de palmas à usina hidrelétrica, motivo de orgulho da região. “Eu conheço Itaipu desde pequeno, tenho lembranças de vir pra cá com meus pais visitar as Cataratas e a hidrelétrica. É uma coisa surreal, gigantesca. Uma obra maravilhosa”, concluiu.

O show de Teló foi o momento mais esperado do Natal de Foz, que começou no dia 7 de dezembro e vai até 20 de janeiro, com programação no centro da cidade e na Vila A. “Ele tem uma conexão com a região, tem uma memória afetiva com a cidade e a cidade com ele”, resumiu Patrícia Iunovich superintendente de Comunicação Social de Itaipu, área responsável pelos eventos no Gramadão.

“O Natal no Gramadão significa uma ocupação do espaço pela comunidade em uma data tão especial. A gente quer que o local seja ocupado cada vez mais”, afirmou Patrícia. “O Natal representa um incremento muito grande no turismo da cidade e Itaipu não poderia deixar de participar”, concluiu. Para Tércio Albulquerque, que representou o diretor-geral brasileiro, Marcos Stamm, no evento, foi uma noite mágica. “Foi mais um presente de Itaipu para a comunidade. Dia de magia”.

Para o presidente da Fundação Cultural, Juca Rodrigues, Foz do Iguaçu deve fortalecer o turismo de Natal, com eventos cada ano mais grandiosos. “Nossa expectativa é que este seja o maior de todos natais, batendo o recorde do ano passado de 150 mil pessoas que circularam pelo centro e pela Vila A”, diz Rodrigues. “E a Itaipu tem sido uma grande parceira dando uma força fundamental à cultura da cidade”.

De volta às origens
A apresentação de Teló foi antecedida pelo espetáculo do Coral de Itaipu, que cantou músicas natalinas com o acompanhamento de uma camerata. No repertório, temas com Kyrie Eleison (de Capiba), Hallelujah, Glória, Deo Dicamus Gratias e Noite Feliz. O show do Coral preparou o público para a grande apresentação da noite.

Teló tocou músicas dos tempos do Grupo Tradição, como “Barquinho”, e fez o público dançar. Ele também apresentou seus grandes sucessos, como “Fugidinha” e “Ai se eu te pego”, além de clássicos sertanejos de Chitãozinho e Xororó a Zezé di Camargo e Luciano e Tonico e Tinoco. Todo mundo cantou junto o refrão de “Evidências”. No final do show, o cantor incorporou ao repertório a canção natalina “Noite Feliz” emocionando o público.

“A gente escuta ele cantar desde criancinha. Eu falava para o pai dele ‘tem que investir neste menino porque ele tem futuro’”, contou Ivete Teló Abatti, madrinha e tia de Michel, que acompanhou o show ao lado dos irmãos (e também tios do cantor) Moacir, Joice e Gessi. Todos os parentes vieram de Medianeira, junto com primos e primas para ver o Teló famoso. “Todo mundo canta lá em casa. Ele é o orgulho da família”.

Quem também estava entusiasmado com a apresentação foram os amigos André Luiz, 21 anos, e Yassmin Hamad, 19. Eles enviaram um e-mail para a produção do cantor e conseguiram entrar no camarim para tirar uma foto. “Quase não acreditei quando recebi a resposta da produção. Sou fã desde os bailões aqui na região”, resumiu André.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Chico Brasileiro sanciona lei para reposição de 8,35% para o funcionalismo público

O prefeito Chico Brasileiro sancionou, na tarde desta quinta-feira (20), as leis que preveem a reposição salarial de 8,35% para o funcionalismo público e também o abono e a atualização do piso salarial dos professores da rede municipal de ensino. De iniciativa do poder executivo, os textos tramitaram de forma célere na Câmara Municipal e serão publicados em Diário Oficial ainda nesta quinta-feira (20).

A administração municipal pode garantir os direitos e os benefícios aos servidores devido às ações de austeridade, que mantêm as contas de Foz do Iguaçu equilibradas. Por conta disso, o índice de reajuste concedido por Foz do Iguaçu é um dos mais altos do Paraná.

“Por conta das contas equilibradas e com revogação da Lei Complementar Nº 173/2020, que proibia a concessão de benefícios ao funcionalismo público em todo o território nacional, este ano está sendo possível retomar as melhorias no funcionalismo público, conforme tínhamos assumido o compromisso junto aos servidores e servidoras do Município”, afirmou o prefeito Chico Brasileiro.

“Além de beneficiar diretamente o funcionalismo, as medidas também contribuirão para o aquecimento da economia local. Devemos enaltecer a participação dos vereadores e vereadoras, que dentro da harmonia e com independência, atuaram com muita celeridade na condução do processo legislativo”, emendou Brasileiro.

O Abono de Valorização dos Profissionais da Educação estabelece um valor de R$ 1818,30, que será pago aos mais de 2,5 mil servidores na folha de pagamento da competência de janeiro de 2022. O piso salarial dos professores passou a ser de R$ 2 mil para professores que cumprem 20 horas semanais, e R$ 4 mil para aqueles que atuam 40 horas.

“A Câmara Municipal, através dos seus vereadores e vereadoras, vem cumprindo o seu papel constitucional de dar grandes constituições à cidade. As medidas que estão sendo sancionadas hoje contaram com o apoio de todo o poder legislativo, que trabalhou muito para que os processos fossem analisados e votados em tempo recorde”, comentou o presidente da câmara, Ney Patrício.

Compromisso
Desde o início das negociações com os sindicatos, a atual gestão municipal manteve o compromisso de implantar os direitos e melhorias para os servidores públicos de Foz do Iguaçu.

“Quando há disposição, os avanços acontecem e nós sempre estivemos abertos para os diálogos, porque estamos comprometidos com as garantias e direitos dos servidores. A sanção dessas leis hoje demonstra um movimento importante e saudável da democracia, e também revela que, mesmo em meio a crise que enfrentamos mundialmente, a prefeitura conseguiu manter as contas equilibradas e honrar com os compromissos firmados”, reforçou o secretário de Administração, Nilton Bobato.

Pacote de avanços
Além da reposição e dos avanços nas carreiras dos professores e trabalhadores da educação, o Município cumprirá outros compromissos assumidos, que agora são possíveis com a extinção da Lei Complementar Federal Nº173/2020.

São eles: pagamento de referências para mais de 20 cargos – entre eles, dos agentes de apoio, que recebem atualmente os menores salários do município, e a implantação do adicional de insalubridade por ambiente de trabalho. Esse último representa um importante marco histórico na gestão, com a publicação do Decreto N°29.846/2021, que regulamentou o direito aos servidores municipais.

A prefeitura também dará continuidade ao parcelamento feito no ano passado das progressões atrasadas antes do período da vigência da Lei Nº173/2020.

AMN

Morre Elza Soares, aos 91 anos

Elza Soares morreu hoje, aos 91 anos, de causas naturais. A informação foi anunciada por meio do perfil oficial do Instagram da cantora. “A amada e eterna Elza descansou, mas estará para sempre na história da música e em nossos corações e dos milhares fãs por todo mundo”, diz o texto assinado por Pedro Loureiro, Vanessa Soares, familiares e a equipe da cantora.

“É com muita tristeza e pesar que informamos o falecimento da cantora e compositora Elza Soares, aos 91 anos, às 15h45 em sua casa, no Rio de Janeiro, por causas naturais. Ícone da música brasileira, considerada uma das maiores artistas do mundo, a cantora eleita como a Voz do Milênio teve uma vida apoteótica, intensa, que emocionou o mundo com sua voz, sua força e sua determinação. A amada e eterna Elza descansou, mas estará para sempre na história da música e em nossos corações e dos milhares fãs por todo mundo. Feita a vontade de Elza Soares, ela cantou até o fim”, diz a postagem.

 

Foto: reprodução