Arquivos

Categorias

Coluna Boca Maldita desta sexta, 09

Cinco sessões
A próxima semana é o último prazo para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgar este ano o recurso especial do ex-prefeito de Foz do Iguaçu, Paulo Mac Donald Ghisi (PDT), que tenta reverter à impugnação de sua candidatura no pleito de 02 de outubro. Para tentar limpar a pauta, o órgão programou cinco sessões plenárias de terça a quinta-feira (13 a 16). Serão duas ordinárias e três extraordinárias jurisdicionais e administrativas. O encerramento do ano forense do TSE será na segunda (19), às 12h e a retomada dos trabalhos no dia 1º de fevereiro de 2017.

Extraordinária
A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) vai realizar, na próxima segunda (12), reunião extraordinária a partir das 13h30. A intenção é limpar a pauta antes do recesso legislativo, previsto para iniciar no final da próxima semana.

Insegurança rural
“É muito séria a situação da violência no entorno de São Miguel do Iguaçu”. A declaração é do deputado Chico Brasileiro (PSD), que esteve lá no último final de semana. “(…) ouvi histórias preocupantes do presidente do Conselho Comunitário de Segurança, Derli Azevedo, e do delegado Francisco Sampaio”, relatou em sua página no Facebook.

Insegurança II
Em função do quadro alarmante, Brasileiro apresentou pedido de providências, aprovado pela Assembleia Legislativa, ao comandante do 14º Batalhão da PM-PR, tenente-coronel Lauro Ota. “É urgente a implantação de uma Patrulha Rural naquela área”, concluiu.

Desagradou
O senador Jorge Viana (PT-AC) conseguiu desagradar o PT de Gleisi Hoffmann (PT) e parte do PMDB, em especial o senador Roberto Requião (PR), que são contrários ao pacote de ajuste do governo de Michel Temer (PMDB). A inconformação se deu ao fato de Viana ter se movimentado intensamente para evitar que Renan Calheiros (PMDB-AL) fosse afastado da presidência do Senado.

Desagradou II
Gleisi e Requião torciam para Viana assumir como forma de empurrar o governo Temer definitivamente para a crise, com dificuldade de aprovar qualquer medida do pacote econômico que apresentou. Viana não titubeou e afirmou que mesmo na vice-presidência da Casa manteria a votação da PEC 55, do pacote econômico, prevista para terça (13).

Em queda
A desigualdade social está caindo no Paraná. A constatação é de indicadores do Ipea/Pnad/IBGE. Os dados apontam que a população mais pobre ampliou a participação na renda do Estado, enquanto a dos mais ricos vem declinando. De 2009 a 2014, a renda domiciliar das classes C, D e E do Paraná subiu de 18,13% para 20,80%. E parcela do estrato mais rico (equivalente a 1%) caiu de 9,81% para 8,67%, no mesmo período.

R$ 3,1 milhões
Este é o montante que o ex-governador Orlando Pessuti (PMDB) terá que devolver aos cofres do Governo do Estado, de acordo com julgamento de ontem (08) do Tribunal de Contas. O órgão julgou irregular um decreto assinado em 2010, por Pessuti, que concedeu progressão por tempo de serviço a servidores estaduais sem previsão legal e em período proibido pela Lei de Responsabilidade Fiscal e pela legislação eleitoral.

Política, economia, cultura e bom humor no blog do Paraná.