Coluna Boca Maldita de segunda, 26

Dia “D”
A segunda-feira (26) está sendo vista como o dia “D” para definir o quadro político eleitoral do Paraná. É que o governador Beto Richa (PSDB) convocou, para a manhã, uma reunião com todos os integrantes do primeiro escalão do Governo do Estado. O encontro com secretários e dirigentes de autarquias e empresas estatais vai ocorrer no Gabinete de Gestão e Informação no Palácio Iguaçu. Após o término da reunião, Richa vai conversar com a imprensa. A expectativa é que ele dirá se fica no cargo até o final do mandato, ou se renuncia para disputar uma das duas cadeiras que estarão aberta para o Senado em outubro próximo.

Dia “D” II
À imprensa, Beto Richa adiantou na semana passada que a segunda seria decisiva. Após o anúncio da decisão, as peças serão colocadas no tabuleiro do xadrez político do Estado. A saída do governo fortalece o projeto eleitoral da vice-governadora Cida Borghetti (PP), que assume em definitivo e vai para a reeleição. A permanência de Beto Richa fortalece o projeto de Ratinho Junior (PSD), que teria apoio de boa parte da máquina.

Só olhando
Enquanto isto, o ex-senador Osmar Dias (PDT) assiste de longe os acontecimentos. Resta saber qual quadro é mais favorável para o projeto eleitoral do pedetista. Mas isto, só as urnas dirão, lá em outubro.

Lula no Paraná
O ex-presidente Lula (PT) e sua caravana que está percorrendo os estados do Sul do país, chega hoje ao Paraná. De acordo com a agenda divulgada na última semana pela direção estadual do partido, o petista estará primeiro, às 10h, emFrancisco Beltrão, no Sudoeste e mais para o final da tarde, às 17h, em Foz do Iguaçu.

No Paraná II
Amanhã (27), Lula vai até Quedas do Iguaçu, onde participa às 12h de ato pela reforma agrária. Às 15h30 estará em Laranjeiras do Sul. O giro do petista pelo Paraná termina às 17h na Praça Santos Andrade, em Curitiba.

Com Cida
O PROS realizou convenção estadual sábado (24) em Curitiba. O presidente, deputado Toninho Wandscheer, indicou o apoio à candidatura de Cida Borghetti (PP) ao Governo do Estado. O evento contou com lideranças da legenda de cerca de 200 municípios do Estado.

Fora do ar
O Facebook tirou do ar a página Ceticismo Político, que distribui versões distorcidas de notícias. A página, segundo a Folhapress, é ligada ao grupo Movimento Brasil Livre (MBL) e se notabilizou por promover, em tom de apoio, afirmações infundadas de uma desembargadora que associou a vereadora assassinada Marielle Franco ao tráfico de drogas. Posteriormente, a magistrada disse que se precipitou ao falar sobre o assunto.

Fora do ar II
A remoção ocorreu sábado (24). A página era administrada por Carlos Augusto de Moraes Afonso, que usava os perfis falsos Luciano Ayan e Luciano Henrique Ayan, também removidos da rede social. Afonso é sócio de Pedro Augusto Ferreira Deiro, o Pedro D’Eyrot, um dos fundadores do MBL, na empresa Yey Inteligência Ltda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Morre Elza Soares, aos 91 anos

Elza Soares morreu hoje, aos 91 anos, de causas naturais. A informação foi anunciada por meio do perfil oficial do Instagram da cantora. “A amada e eterna Elza descansou, mas estará para sempre na história da música e em nossos corações e dos milhares fãs por todo mundo”, diz o texto assinado por Pedro Loureiro, Vanessa Soares, familiares e a equipe da cantora.

“É com muita tristeza e pesar que informamos o falecimento da cantora e compositora Elza Soares, aos 91 anos, às 15h45 em sua casa, no Rio de Janeiro, por causas naturais. Ícone da música brasileira, considerada uma das maiores artistas do mundo, a cantora eleita como a Voz do Milênio teve uma vida apoteótica, intensa, que emocionou o mundo com sua voz, sua força e sua determinação. A amada e eterna Elza descansou, mas estará para sempre na história da música e em nossos corações e dos milhares fãs por todo mundo. Feita a vontade de Elza Soares, ela cantou até o fim”, diz a postagem.

 

Foto: reprodução

 

‘Não tenho nenhum problema em ter o Alckmin de vice’, diz Lula

O ex-presidente Lula (PT) declarou nesta quarta-feira que não vê nenhum problema em compor uma aliança com o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin para a disputa à presidência — e que, mais importante do que ganhar as eleições, é ter a capacidade de governar.

“Não tenho nenhum problema se tiver que fazer uma chapa com o Alckmin para ganhar as eleições e governar esse país (…) o Alckmin tem que definir pra que partido ele vai, se o partido está disposto a fazer aliança com o PT. Porque nem as nossas alianças mais certas estão fechadas”, disse Lula durante coletiva a ‘sites independentes’.

Matéria completa Veja