Cirurgias eletivas serão retomadas em agosto em Foz do Iguaçu

Foz do Iguaçu retomará, no início de agosto, os procedimentos cirúrgicos eletivos que estavam suspensos desde março do ano passado devido à pandemia da Covid-19.

A decisão foi formalizada pela Secretaria Municipal da Saúde na tarde de segunda-feira (12), em reunião com gestores da pasta e diretores do Hospital Municipal Padre Germano Lauck.

De acordo com o prefeito Chico Brasileiro, a suspensão das cirurgias eletivas foi necessária para direcionar medicamentos aos pacientes internados com Covid, mas agora, com a redução na ocupação de leitos e taxa de transmissão menor, é possível garantir uma retomada.

“Estamos com quase 60% da população adulta vacinada com a primeira dose. Observamos uma redução no número de casos e óbitos pela doença, assim como da ocupação de leitos de UTI do Hospital Municipal, que baixou para 80% depois de cinco meses. Por isso, acreditamos ser possível a retomada das cirurgias eletivas, sempre respeitando os protocolos sanitários”, comentou.

A Secretaria de Saúde deve realizar cerca de 300 cirurgias por mês – procedimentos de baixa e média complexidade serão feitos no Poliambulatório Nossa Senhora Aparecida, no Porto Meira e de alta complexidade no Hospital Municipal. Segundo a secretária de saúde Rosa Maria Jerônymo, a Diretoria de Assistência Especializada iniciou o contato com os pacientes cadastrados para agendar novas consultas e exames pré-operatórios.

“Estamos fazendo contato por telefone com os pacientes, até para identificar se todas as pessoas que estão na fila ainda aguardam pelo procedimento. Os usuários serão chamados para novas consultas e exames para então agendarmos a cirurgia”, explicou. Atualmente, cerca de 7 mil pessoas estão cadastradas para procedimentos cirúrgicos em Foz. As principais demandas envolvem ginecologia, otorrinolaringologia, cirurgia geral, urologia e ortopedia. 

Rosa informou ainda que o Poliambulatório Nossa Senhora Aparecida passará por readequações para atender os pacientes no pós-operatório. “Com as cirurgias de média complexidade, o paciente passará a noite no local, por isso vamos reorganizar as equipes e adaptar os consultórios para se tornarem leitos de pós operatório” adiantou.

Desde novembro do ano passado, o Poliambulatório já realizou mais de 4 mil pequenos procedimentos de baixo risco, como biopsia/punção de tumor de pele, cirurgia de unha, curativo de grau dois, excisão de enxerto de pele, drenagem de abscesso, retirada de corpo estranho, vasectomia entre outros.

Atualização de dados

Para garantir a agilidade no atendimento, a Secretaria de Saúde reforça a importância de manter os dados atualizados junto às unidades de saúde. “Aquelas pessoas que por ventura mudaram o número de telefone ou o endereço devem procurar a unidade de saúde mais próxima de casa para atualizar os dados. Dessa forma, as equipes conseguem entrar em contato com mais facilidade e garantir o agendamento da cirurgia”, explicou o diretor da Assistência Especializada, Ademir Ferreira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Secretaria de Turismo leva marca do Destino Iguaçu para feira de turismo em Madri, na Espanha

Além de estreitar laços com o mercado europeu, a participação no evento visa apresentar Foz como um destino cada vez mais diversificado e preparado

A Secretaria Municipal de Turismo e Projetos Estratégicos retomou as ações de promoção internacional do Destino Iguaçu em 2022. A pasta está representando o turismo de Foz do Iguaçu na Feira Internacional de Turismo de Madri (Fitur), na Espanha, que começou no último dia 19 e vai até 23 de janeiro.

O Destino Foz do Iguaçu é coexpositor no estande do Brasil, desenvolvido e organizado pela Embratur. A servidora Célia Andrade é a encarregada de apresentar os atrativos da cidade e destacar como Foz mantém um protocolo seguro contra o coronavírus, com todas as medidas necessárias sendo adotadas.

Outro importante objetivo é retomar e atualizar a rede de contatos, aproximando Foz do Iguaçu dos compradores internacionais de turismo da Europa. A cidade também conta com Eduardo Prinz, representante do Visit, que busca também fortalecer e potencializar as ações da gestão integrada do turismo de Foz do Iguaçu.

Os contatos durante o evento atendem diversas demandas do mercado, principalmente ao de atualizações junto aos DMCs (operadoras) no estande do Brasil, buscando informações e atualização. Um dos exemplos são os procedimentos de fronteira e trânsito de turistas entre Brasil e Argentina, atualização sobre novos atrativos, restaurantes, estrutura, serviços turísticos, documentação e atestados sanitários necessários para a entrada no Brasil, bem como informações gerais a respeito da recuperação do turismo nos dias atuais.

A Fitur abre o calendário anual de feiras de turismo no mundo, com 69 mil m² de exposição, distribuídos em sete pavilhões. A capital espanhola também é a sede da Organização Mundial de Turismo.

Parcerias europeias

Durante os dois primeiros dias de evento, além dos atendimentos do estande, Foz do Iguaçu teve a oportunidade de capacitar agentes de viagem, ao realizar uma apresentação do Destino Iguaçu.

Também pôde estabelecer diálogo com o departamento de marketing da Embaixada do Brasil em Madrid, com a finalidade de oportunizar disseminação de Informações pelos canais oficiais e fortalecer o relacionamento com a Embaixada, para atuar em futuras ações de promoção em parceria.

O secretário de Turismo e Projetos Estratégicos, Paulo Angeli, conta que a participação de Foz neste evento é essencial para que a cidade se posicione como um destino turístico mundial.

“Mesmo enfrentando uma nova onda de casos de Covid no país, seguimos todos os protocolos sanitários necessários e incentivamos a vacinação em massa. A participação de Foz do Iguaçu na feira em Madrid faz parte de uma avaliação da pasta, para termos um retorno positivo para o turismo da cidade”, ressalta Angeli.

Chico Brasileiro sanciona lei para reposição de 8,35% para o funcionalismo público

O prefeito Chico Brasileiro sancionou, na tarde desta quinta-feira (20), as leis que preveem a reposição salarial de 8,35% para o funcionalismo público e também o abono e a atualização do piso salarial dos professores da rede municipal de ensino. De iniciativa do poder executivo, os textos tramitaram de forma célere na Câmara Municipal e serão publicados em Diário Oficial ainda nesta quinta-feira (20).

A administração municipal pode garantir os direitos e os benefícios aos servidores devido às ações de austeridade, que mantêm as contas de Foz do Iguaçu equilibradas. Por conta disso, o índice de reajuste concedido por Foz do Iguaçu é um dos mais altos do Paraná.

“Por conta das contas equilibradas e com revogação da Lei Complementar Nº 173/2020, que proibia a concessão de benefícios ao funcionalismo público em todo o território nacional, este ano está sendo possível retomar as melhorias no funcionalismo público, conforme tínhamos assumido o compromisso junto aos servidores e servidoras do Município”, afirmou o prefeito Chico Brasileiro.

“Além de beneficiar diretamente o funcionalismo, as medidas também contribuirão para o aquecimento da economia local. Devemos enaltecer a participação dos vereadores e vereadoras, que dentro da harmonia e com independência, atuaram com muita celeridade na condução do processo legislativo”, emendou Brasileiro.

O Abono de Valorização dos Profissionais da Educação estabelece um valor de R$ 1818,30, que será pago aos mais de 2,5 mil servidores na folha de pagamento da competência de janeiro de 2022. O piso salarial dos professores passou a ser de R$ 2 mil para professores que cumprem 20 horas semanais, e R$ 4 mil para aqueles que atuam 40 horas.

“A Câmara Municipal, através dos seus vereadores e vereadoras, vem cumprindo o seu papel constitucional de dar grandes constituições à cidade. As medidas que estão sendo sancionadas hoje contaram com o apoio de todo o poder legislativo, que trabalhou muito para que os processos fossem analisados e votados em tempo recorde”, comentou o presidente da câmara, Ney Patrício.

Compromisso
Desde o início das negociações com os sindicatos, a atual gestão municipal manteve o compromisso de implantar os direitos e melhorias para os servidores públicos de Foz do Iguaçu.

“Quando há disposição, os avanços acontecem e nós sempre estivemos abertos para os diálogos, porque estamos comprometidos com as garantias e direitos dos servidores. A sanção dessas leis hoje demonstra um movimento importante e saudável da democracia, e também revela que, mesmo em meio a crise que enfrentamos mundialmente, a prefeitura conseguiu manter as contas equilibradas e honrar com os compromissos firmados”, reforçou o secretário de Administração, Nilton Bobato.

Pacote de avanços
Além da reposição e dos avanços nas carreiras dos professores e trabalhadores da educação, o Município cumprirá outros compromissos assumidos, que agora são possíveis com a extinção da Lei Complementar Federal Nº173/2020.

São eles: pagamento de referências para mais de 20 cargos – entre eles, dos agentes de apoio, que recebem atualmente os menores salários do município, e a implantação do adicional de insalubridade por ambiente de trabalho. Esse último representa um importante marco histórico na gestão, com a publicação do Decreto N°29.846/2021, que regulamentou o direito aos servidores municipais.

A prefeitura também dará continuidade ao parcelamento feito no ano passado das progressões atrasadas antes do período da vigência da Lei Nº173/2020.

AMN