Cida comemora duplicação da rodovia entre Maringá a Iguaraçu

A ex-governadora Cida Borghetti (PP) afirmou que a duplicação da ligação entre Maringá e Iguaraçu criará um grande eixo de desenvolvimento na região, além de aumentar a segurança e reduzir o tempo das viagens. O edital de licitação para a duplicação dos 21,8 quilômetros da PR-317 foi publicado nesta semana pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER).

“É uma obra muito aguardada na região. Iniciamos esse processo de duplicação ainda em 2018 com o apoio da Acim e do setor produtivo de Maringá que doou o projeto básico ao DER. Algumas dificuldades técnicas e burocráticas impediram que iniciássemos a concorrência. Fico feliz que o Governo do Estado tenha superado essas adversidades e torço para que a obra iniciar o mais rápido possível”, disse Cida Borghetti

O líder do Governo na Câmara, deputado federal Ricardo Barros, também comemorou o anúncio e destacou a união de esforços do poder público e da iniciativa privada. “É mais uma importante obra de infraestrutura construída com o auxílio de diversas forças de Maringá. Uma obra que vai aumentar a nossa competitividade e facilitar a vida de quem mora na região”.

ACIM

Segundo estimativas cerca de 17 mil veículos trafegam pelo trecho da PR-317 diariamente. Para que a obra possa ser executada, a Associação Comercial e Empresarial de Maringá (Acim), por meio de empresários, custeou o projeto e a readequação dele, em um investimento de R$ 600 mil. O presidente da Acim, Michel Felippe, diz que a participação da iniciativa privada garantiu mais agilidade ao processo.

“Tivemos uma grata surpresa. Esse é um anseio de toda comunidade, não só maringaense, mas da região. Esse projeto já é uma reivindicação de alguns anos e nós fizemos a doação do projeto ao DER e ao Governo do Estado na antiga gestão. Não houve tempo hábil naquele momento e o novo governo assumiu o compromisso da obra. Com a publicação do edital, ele vem a atender a demanda de nossa região”, explicou.

RDC

A licitação acontece na modalidade Regime Diferenciado de Contratação Integrada (RDCi), onde a empresa vencedora fica responsável pela execução do projeto final e pela duplicação do trecho. A modalidade garante mais agilidade na execução de obras públicas.

A licitação prevê a duplicação de 21,82 quilômetros, cinco quilômetros de vias marginais, interseções em desnível, cinco retornos, duas passarelas e a duplicação da ponte sobre o Rio Pirapó. O prazo para execução é de 720 dias (24 meses).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cataratas do Iguaçu estão entre os 12 lugares mais lindos do mundo

A empresa de viagens britânica Kuoni classificou os 12 lugares mais lindo do mundo, entre eles, as Cataratas do Iguaçu, em Foz do Iguaçu. Para a escolha, a empresa se utilizou da ciência.

Por meio de rastreamento ocular e inteligência artificial, a Kuoni classificou os que seriam os locais mais atraentes ao olho humano. No Brasil, a lista foi divulgada pelo portal Melhores Destinos. Segundo a ciência, esse seria o resultado:

1 – Lago Peyto, no Canadá
2 – Ilha Meeru – Maldivas
3 – Costa Jurássica – Inglaterra
4. Parque Nacional Yosemite – Estados Unidos
5 – Lago Tekapo – Nova Zelândia
6 – Cataratas do Niágara – Canadá
7 – Snowdon – País de Gales
8 – Rio Subterrâneo Puerto Princesa – Filipinas
9 – Catedral de Mármore – Chile
10 – Floresta Nacional de El Yunque – Porto Rico
11 – Aurora Boreal – Islândia
12 – Cataratas do Iguaçu – Brasil

Trevo do Charrua deve ganhar viaduto, informou secretário de Planejamento

O secretaria de Planejamento e Captação de Recursos de Foz do Iguaçu, Leandro Costa, informou que no último mês de novembro se reuniu com a equipe da empresa Engemin, responsável pela execução do projeto que pretende resolver o problema de mobilidade no trevo do Charrua, no trecho urbano da BR 277.

Segundo Costa, no local deverá ser construído um viaduto, com projeto doado ao município pelo Fundo Iguaçu, com entrega prevista ainda para este mês de janeiro. A informação foi dada nesta sexta-feira (14) durante o programa Contraponto, da Rádio Cultura.

Rádio Cultura