CCJ aprova título de cidadão benemérito para Wilson Picler

A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Assembleia Legislativa aprovou nesta terça-feira, 9, o projeto de lei do deputado Hussein Bakri (PSC) que prevê a concessão de título benemérito ao professor Wilson Picler, presidente do grupo Uninter, um dos maiores centros universitário de ensino à distância no país.

“O professor Wilson Picler faz jus à honraria, construiu sólida carreira, cidadão de outras cidades, mérito Santos Dumont, destacado líder da Uninter, uma das dez maiores instituições de ensino do país, incentivador do Prouni. Biografia invejável que muito nos honra pela sua atuação”, disse a deputada Maria Victória, relatora do projeto na CCJ.

O projeto aprovado por unanimidade na CCJ agora segue para votação no plenário do legislativo, o que deve ocorrer nas próximas sessões. “O professor Picler sempre se concentrou na inclusão de brasileiros na educação em todos os níveis, como uma forma de desenvolvimento social, científico-tecnológico e econômico. Foi também um dos principais apoiadores do programa de bolsas de estudo Prouni e idealizou a estratégia de adesões antecipadas para retomar o programa”, disse Bakri.

Formação – O líder do Governo lembra ainda que Picler foi deputado federal entre 2009 e 2010 e membro titular da Comissão de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados. Criou e presidiu a Frente Parlamentar em Defesa da Soberania Nacional.

Picler é graduado em Física pela UFPR, especialista em metodologia da ciência, mestre em engenharia elétrica pela Unicamp e doutor honoris causa em educação pela Erich Fromm University. É ainda técnico em eletrônica formado pelo Cefet. “É sócio fundador e mantenedor majoritário da Uninter, centro universitário classificado recentemente pela revista Valor Econômico como uma das 10 maiores Instituições de Educação do Brasil”.

“Picler sempre contribuiu para o desenvolvimento do Paraná e do país, principalmente na educação, motivos pelos quais merece receber a mais alta honraria que o nosso Estado possa oferecer”, completa Bakri.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curitiba teve 60% menos voos em 2020; Foz, -65%

O impacto da pandemia da covid no setor aéreo em 2020 levou a uma queda de 60,9% no número de passageiros e de 52,9% no transporte de cargas em Curitiba na comparação com 2019. Os dados foram divulgados pelo IBGE e mostram ainda que a capital paranaense foi uma das cidades mais afetadas no país.

Ao longo do ano passado foram registrados 2,48 milhões de viajantes embarcando ou desembarcando em Curitiba, enquanto em 2019 foram 6,33 milhões. A redução, de 60,9%, foi a terceira maior registrada entre as principais cidades analisadas pelo estudo, atrás apenas de Uberlândia (-64,3%) e Foz do Iguaçu (-64%).

Evangélicos contra a liberação dos jogos

A Frente Parlamentar Evangélica trabalha para evitar a votação do projeto que libera jogos no Brasil. A frente disparou mensagens a deputados evangélicos pedindo que não registrem presença na sessão da Câmara dos Deputados e votação do requerimento que, se aprovado, fará o projeto tramitar em regime de urgência, ficou para ontem e até o fechamento desta coluna ainda não foi votado.