Cascavel é destaque na aplicação dos recursos no Painel Covid-19 do MP

Números do Painel Covid-19, do Ministério Público, apontam que entre as 20 cidades do Paraná que mais investiram em aquisições para o enfrentamento à pandemia, Cascavel foi a terceira com menos gastos per capita. Isso mostra eficiência e aproveitamento na aplicação dos recursos públicos.

Dados do painel apontam que Cascavel investiu, até o dia 30 de março, R$ 19,7 milhões no enfrentamento à covid-19, o que representa R$ 59,36 por habitante. Isso representa 10% do valor investido pelo município com o maior gasto, que foi de R$ 588,22 per capita.

Desde o início da pandemia, Cascavel prioriza as ações de enfrentamento à doença, mas sem deixar de lado a transparência e as compras com qualidade, mas sempre buscando o menor preço. No ano passado, Cascavel foi destaque ao aparecer em segundo lugar na questão transparência na aplicação dos recursos da Covid-19 entre os 399 municípios do Paraná, segundo ranking do próprio Ministério Público.

“Transparência e zelo com o dinheiro público precisam estar na linha de frente. O enfrentamento à Covid-19, muitas vezes, exige ações que precisam ter aquisições rápidas, mas a pressa necessária para adquirir produtos e insumos não pode ser desculpa para aplicar os recursos sem os devidos cuidados”, afirma o prefeito Leonaldo Paranhos (PSC).

Eficiência – Além de investir em aquisições de forma criteriosa, Cascavel tem se destacado também na eficiência da vacinação, liderando a vacinação contra a covid-19 entre as principais cidades do Paraná e supera, inclusive, o índice nacional.

“Cascavel tem uma equipe de vacinadores preparada, eficiente e o nosso Programa Municipal de Imunização sempre foi referência para as demais cidades do Brasil. Estamos na luta por mais vacinas, que é a grande esperança de enfrentamento ao vírus para voltarmos a uma rotina que se aproxime do normal”, avalia Paranhos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Crianças de 6 a 11 anos sem comorbidades podem receber vacina contra covid na segunda-feira (24)

Agendamento já está disponível no site da prefeitura (vacinacao.pmfi.pr.gov.br); doses serão aplicadas em 10 unidades de saúde

A Secretaria Municipal de Saúde baixou, mais uma vez, a faixa etária do público-alvo da campanha de vacinação infantil contra a covid-19. Na segunda-feira (24) serão vacinadas as crianças de 6 a 11 anos sem comorbidades.

O agendamento está disponível no site da prefeitura (vacinacao.pmfi.pr.gov.br). Também seguem sendo imunizadas as crianças de 5 a 11 anos que possuem comorbidades ou deficiência permanente.

De quarta-feira (20), quando iniciou a vacinação infantil, a sábado (22), 2.158 crianças receberam a primeira dose contra a covid em Foz do Iguaçu.

“Assim como foi com a vacinação dos adultos e também a dos adolescentes, vamos baixando a faixa etária tão logo possível, para que a imunização das crianças também ocorra de forma célere”, ressalta a secretária municipal de Saúde, Rosa Maria Jerônimo.

As doses serão aplicadas nas seguintes unidades de saúde: UBS São João, Sol de Maio, Vila Iolanda, Maracanã, Padre Monti, Profilurb II, Vila C Nova, AKLP, Portal da Foz e Campos do Iguaçu.

Documentação

Os pais devem portar documento pessoal com foto, além de documento (RG, CPF e cartão SUS) ou certidão de nascimento da criança, para comprovar o parentesco, e comprovante de endereço. Crianças que não estiverem com o pai e/ou mãe deverão apresentar autorização por escrito (o modelo está disponível no link https://vacinacao.pmfi.pr.gov.br/grupos.html?id_publicacao=726)

Para comprovar a comorbidade, os pais poderão levar exames ou laudos médicos que comprovem a condição.

PMFI

Itaipulândia adia ItaVerão e veta acampamentos no Balneário Jacutinga

O município de Itaipulândia elaborou um novo decreto a ser publicado na tarde desta sexta-feira (21), que irá trazer algumas medidas de combate à Covid-19: o adiamento do evento ItaVerão e um veto aos acampamentos no Balneário Jacutinga.

O objetivo é evitar aglomerações neste momento em que os casos de Coronavírus estão com alta contínua e evitar que variantes cheguem ao município.