Canaviais do Norte Pioneiro geram renda e energia

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) destacou nesta segunda-feira, 16, a vitalidade dos canaviais plantados no Norte Pioneiro, que estão gerando renda e também grande qualidade de energia elétrica. Com milhares de hectares cobertos com cana-de-açúcar, a região é uma das grandes produtoras do Estado.

“A cana sempre esteve presente na economia da região e agora aparece com ainda mais força. É uma cultura de mobiliza milhares de pessoas e fonte de renda para muitas famílias. Muita gente foi capacitada para este novo momento e aquela figura do boia fria vai se perdendo no tempo”, disse Romanelli.

No Governo do Estado, Romanelli lembra que buscou a capacitação dos trabalhadores do corte de cana para às novas tecnologias adotadas com o uso de maquinários. E ainda alternativas para a permanência – sobretudo dos mais jovens – no mercado de trabalho, qualificados para outras funções por conta das novas tecnologias.

Evolução

A cultura da cana de açúcar, disse Romanelli, agregou muita tecnologia e isso tem revigorado o setor. “Houve uma grande evolução no plantio e manejo da cana. Hoje é um produto que rende muito mais do que açúcar e álcool. É uma fonte de geração de energia que fica cada dia importante”, avalia.

Romanelli cita o caso da Usina Jacarezinho, que produz 25 MWh de eletricidade a partir do bagaço da cana. A empresa processa 2,5 milhões de toneladas do produto e consome 10MWh de energia própria. Os 15 MWh excedentes foram colocados à disposição para venda e o volume pode abastecer uma cidade de 33 mil habitantes.

A Usina Jacarezinho tem 264 produtores integrados e processa a cana plantada no próprio município e em cidades como Cambará, Bandeirantes, Andirá e Santo Antônio da Platina. Atualmente, 98% da produção já é mecanizada, restando 2% de pequenos agricultores que ainda não conseguiram avançar para as máquinas.

A produção da cana-de-açúcar em Jacarezinho é tema de uma reportagem da série “Paraná que alimenta o mundo” da Agência Estadual de Notícias. O material mostra o potencial do agronegócio paranaense.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para Romanelli, economia de Guedes afunda o País

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) reafirmou nesta sexta-feira, 16, que o descontrole da política econômica está levando o Brasil ao desastre e que a equipe do Ministério da Economia deveria ser trocada. “O presidente Jair Bolsonaro falava que tinha o Posto Ipiranga na economia, mas pelo que eu percebo, o poste do Posto Ipiranga está apagado. Não sai nada de ideia do tal do Paulo Guedes. É um horror”, afirmou.

Romanelli disse que o ministro já deveria ter sido demitido. “Não entendo a razão do presidente ainda não ter colocado este ministro no olho da rua. O mundo inteiro está retomando a economia e o Brasil está em recessão”, avaliou o deputado. Ele disse que a situação é resultado da incompetência de Paulo Guedes. “O cara vai acumulando erros e afundando o País”.

Na avaliação de Romanelli, o descontrole na política cambial se reflete na inflação, que já passa de dois dígitos. “A nossa economia está dolarizada e tudo sobe de preço. Com o dólar a R$ 5,70 não tem economia que funcione, gera inflação e inflação é o pior imposto do mundo, principalmente para quem vive de salário. Quem paga essa conta são os pobres, os trabalhadores”, analisou.

Deriva – “A gente não vê o governo fazer absolutamente nada para mudar a situação. O Brasil está à deriva na parte econômica”, criticou Romanelli, ao considerar que o País perde muito tempo com a discussão de assuntos secundários. “O que interessa à sociedade é a economia, o bem-estar do povo, é como as pessoas estão vivendo”, ponderou.

Romanelli avalia que a política de aumentar juros para conter a inflação vai causar ainda mais dificuldades aos brasileiros, porque inibe consumo e investimentos. “A pior política é aumentar juros para conter consumo de um País em recessão”, entende o deputado. Ele defendeu a criação de programas de estímulo à economia, com a liberação de crédito barato e juros subsidiados.

O deputado também disse que a retomada da economia poderia acontecer por meio de um grande programa habitacional, uma vez que a construção civil gera empregos rapidamente. Ele considera necessário rever as desonerações de setores privilegiados para que voltem a pagar impostos. “É necessário estabelecer novos mecanismos para incentivar o empreendedorismo”.

Em Assaí, Romanelli inaugura nova sede da Polícia Militar

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) participa nesta quinta-feira, 16, a sábado, 18, da  inauguração da nova sede da Polícia Militar em Assaí e  da assinatura de ordem de serviço das obras de duplicação da PR-445 em Londrina. O deputado cumpre agenda ainda em outras quatro cidades do norte e noroeste paranaense: Santa Mônica, Loanda, Cornélio Procópio e Sertaneja.

A agenda começa nesta quinta-feira, logo pela manhã, na assinatura de ordem de serviço das obras de duplicação da PR-445, em Londrina. Em seguida, Romanelli participa da inauguração do novo prédio da 3ª Companhia da Polícia Militar em Assaí. A unidade da PM passará a atender na Avenida Paul Harris, ao lado do terminal rodoviário.

Na sexta-feira, 17, Romanelli entrega a ordem de serviço para obras de pavimentação, no valor de R$ 1 milhão, em Santa Mônica. Ainda no noroeste, o deputado participa da formatura dos alunos do Colégio Estadual Cívico-Militar Presidente Afonso Camargo em Loanda. A formatura será às 19 horas, no Cine Teatro Guanabara (avenida Desembargador Munhoz de Melo, 1417).

Já no sábado, em Cornélio Procópio, Romanelli conversa com o jornalista Gildo Alves na Rádio FM 104. Em Sertaneja, o deputado e o prefeito Jamison Donizete da Silva (PSD) vistoriam obras na cidade e visitam os novos empreendimentos em hotelaria e turismo, como a construção do Hard Rock Hotel, em Paranagi.

Romanelli volta ainda para Cornélio Procópio e será o patrono da turma de formandos dos alunos do 3º ano do Colégio da Polícia Militar. Volta para Curitiba no domingo, 19.