Bombeiros e Samu atendem 27 ocorrências no primeiro final de semana sem pedágio

Da meia-noite de sábado (27) até as 8h desta segunda-feira (29), o Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) atenderam 27 ocorrências nas rodovias no fim de semana que marcou o encerramento dos contratos de pedágio do Anel de Integração.

As equipes e a estrutura da Rede de Urgência do Paraná foram reforçadas para atendimento prioritário da malha viária até o início das novas concessões, o que ajudou a manter baixa a média do tempo de resposta a esses acidentes, que foi de 15 minutos.

Segundo o balanço do Corpo de Bombeiros, 36 pessoas ficaram feridas e três morreram nos acidentes. Porém, na maior parte das ocorrências não houve vítimas. Foram três ocorrências da meia-noite até as 8h de sábado, com três pessoas feridas; 11 entre a manhã de sábado e a manhã de domingo (28), com 15 feridos e um óbito; e 13 atendimentos entre a manhã de domingo e às 8h desta segunda, com 18 vítimas feridas e duas mortes.

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Manoel Vasco de Figueiredo Júnior, destaca que o número de ocorrências está na média para este período do ano, mas a corporação está monitorando as situações para, caso seja necessário, amplie o efetivo para reforçar o atendimento às rodovias. “Tanto o tempo de resposta, como o número de ocorrências, estão próximos ao registrado nesta mesma época do ano passado”, explica o coronel Vasco.

“Por enquanto, está tudo dentro da normalidade, mas estamos monitorando a situação para aumentar o efetivo caso seja necessário”, afirma. “Ainda estamos na expectativa com relação à Operação Verão Paraná, que abrange tanto o Interior quanto o Litoral, para entender como será o comportamento dos usuários com o fim da cobrança de pedágio”.

Este período de transição exige cautela dos motoristas, salienta o Coronel Vasco. “É necessário ter atenção nas rodovias principalmente em questão à velocidade. Os motoristas precisam ter em mente que poderá haver congestionamento em alguns pontos e que é preciso cuidado redobrado nas praças, porque tem diminuição da velocidade, que passa para 40 km/h. É preciso atenção para evitar grandes acidentes, inclusive graves”, afirma.

Ocorrências 

As equipes da Rede de Urgência fizeram o atendimento pré-hospitalar em todas as pessoas que se feriram nos acidentes da madrugada de sábado, com encaminhamento ao pronto-socorro conforme a necessidade. Uma das ocorrências no primeiro dia foi um capotamento na BR-277, no trevo de acesso a Guarapuava, que deixou dois homens feridos, sendo que um deles foi transportado até o hospital.

Das 11 ocorrências do segundo período, a mais grave foi a colisão entre uma motocicleta e um automóvel que aconteceu às 22h40 de sábado, no quilômetro 10 da BR-158. O condutor da moto morreu no local.

Também no sábado, às 20h25, três veículos colidiram no perímetro urbano da BR-277, em Cascavel, no Oeste. Um dos veículos capotou e três pessoas ficaram feridas, uma delas com ferimentos leves e duas com ferimentos moderados.

O acidente mais grave aconteceu na tarde de domingo, no quilômetro 75 da PR-317, em Campo Mourão no Centro-Oeste. Uma colisão entre três veículos com oito vítimas, sendo que uma pessoa morreu no local e outra ficou presa nas ferragens. Duas pessoas tiveram ferimentos leves, quatro ferimentos moderados e uma teve ferimentos graves, cinco pessoas foram encaminhadas para atendimento hospitalar.

Um atropelamento no início da noite de domingo, no quilômetro 178 da BR-369, em Rolândia, no Norte, também deixou uma vítima fatal e outra em estado grave.

Reforço

Para dar prioridade e agilidade ao atendimento das rodovias até que os novos contratos de concessão sejam assinados, o Governo do Estado ampliou a Rede de Atenção de Urgência, que agora abrange quase 100% do território paranaense e toda a malha do Anel de Integração. Para isso, houve o reforço de 54 ambulâncias, 38 do Samu e 16 do Integrado de Atendimento ao Trauma de Emergência (Siate), que é operado pelo Corpo de Bombeiros.

O efetivo dos bombeiros também foi ampliado, com a participação de profissionais que atuam no regime de diária extrajornada voluntária. Somente neste fim de semana, foram destacados 235 profissionais a mais para a força-tarefa nas rodovias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Matinhos passa a exigir comprovante de vacinação para entrada em espaços públicos e privados de uso coletivo

A Prefeitura de Matinhos, no litoral do Paraná, publicou um novo decreto nesta quinta-feira (13) que obriga a apresentação de comprovante de vacinação contra a Covid-19 para entrada em espaços públicos e privados de uso coletivo na cidade.

Conforme o decreto, os locais que devem seguir a nova regra são os seguintes:

  • academias de ginástica, piscinas, centros de treinamento e de condicionamento físico, e clubes sociais;
  • ginásios esportivos;
  • salões de jogos, circos, recreação infantil, centros de esporte e lazer;
  • boates, casas de espetáculos, festas e eventos em geral ou que dependam de autorização transitória;
  • locais de visitação turísticas, galerias e exposições, parques de diversões, parques temáticos, apresentações e drive-in;
  • conferências, convenções e feiras comerciais;
  • estabelecimentos de hospedagem e acomodação de qualquer espécie, as locações de imóveis por temporada e os serviços contratados por aplicativo, inclusive os de transporte;
  • bares, lanchonetes, restaurantes, refeitórios e serviços de alimentação, para a acomodação de clientes sentados nas áreas internas ou protegidas por cobertura de qualquer natureza;
  • serviços de embelezamento, estética e congêneres;
  • centros comerciais e lojas de rua, de quaisquer espécies;
  • serviços de transporte de passageiros por taxímetro ou aplicativo.

Entre as justificativas apresentadas pelo município para a mudança nas medidas restritivas, está a média de 1 mil atendimentos por dia nos pronto atendimentos da Secretaria Municipal de Saúde de Matinhos, entre os dias 23 de dezembro de 2021 e 10 de janeiro de 2022.

De acordo com o decreto, para a pessoa comprovar que está imunizada contra a Covid serão considerados válidos os seguintes documentos:

  • certificado de vacinas digital, disponível na plataforma do Sistema Único de Saúde – Conecte SUS;
  • comprovante/caderneta/cartão de vacinação em impresso em papel timbrado, emitido no momento da vacinação pela Secretaria Municipal da Saúde, institutos de pesquisa clínica, ou outras instituições governamentais nacionais ou estrangeiras.

O descumprimento das medidas previstas vai acarretar na aplicação de multa, da seguinte forma:

  • R$ 1 mil para pessoas físicas, em flagrante de descumprimento do decreto;
  • R$ 5 mil para pessoas jurídicas, em flagrante de descumprimento do decreto;
  • R$ 10 mil para pessoas jurídicas, em caso de reincidente flagrante de descumprimento do decreto.

Foto: reprodução

Onça-pintada é flagrada passeando por rodovia do Parque Nacional do Iguaçu

Onça-pintada foi flagrada em rodovia do Parque Nacional do Iguaçu — Foto: Reprodução

Uma onça-pintada foi flagrada na manhã de quarta-feira (12) passeando por uma rodovia no Parque Nacional do Iguaçu, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. O local é utilizado por funcionários do Parque e por turistas para acessar as Cataratas do Iguaçu.

O autor das imagens é o brigadista de incêndio do parque, Everson Souza da Silva Faleia. Ele explicou que passa pelo local diariamente orientando os motoristas que utilizam a via, para conscientizar sobre a proteção da fauna no local.

“Estava fazendo monitoramento da rodoviária, no projeto do setor de pesquisa, para evitar animais atropelados na rodovia. Conscientizamos os motoristas que no parque nacional precisamos proteger nossa fauna reduzindo a velocidade e dobrando a atenção.”

Especialistas do Projeto Onças do Iguaçu acreditam que essa seja a onça Indira, que nasceu no parque em 2018 e desde então vem sendo monitorada pelo projeto.

Para ver o vídeo e continuar lendo a matéria acesse G1 Globo.