Assembleia Legislativa do Paraná arrecada mais de 30 mil absorventes para combater pobreza menstrual

A Assembleia Legislativa do Paraná, por meio da Procuradoria da Mulher, já arrecadou mais de 30 mil unidades de absorventes descartáveis em apoio à campanha “Dignidade Feminina”, que trabalha no combate à pobreza menstrual. A campanha apoiada pela Assembleia é uma idealização do Coletivo Igualdade Menstrual. As doações poderão ser feitas até o dia 28 de maio, data de celebração do Dia Internacional da Saúde da Mulher. Todo o volume arrecadado será repassado para escolas estaduais, que mantém estoques de absorventes para doarem a meninas em situações de vulnerabilidade.

 O tema vem ganhando cada vez mais visibilidade em órgãos de apoio à pauta feminina. Em consonância ao assunto, tramita na Casa o projeto de lei 944/2019, que prevê a distribuição de absorventes íntimos em escolas da rede estadual e nas unidades básicas de saúde do Estado. A inciativa garante, segundo a justificativa, dignidade às adolescentes nas escolas públicas e mulheres que procuram atendimento de saúde, uma vez que é destinado às cidadãs em vulnerabilidade social e econômica. O texto foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia (CCJ) e aguarda parecer das demais comissões temáticas.

O projeto, de autoria dos deputados Boca Aberta Junior (PROS), Goura (PDT), Cristina Silvestri (CDN), Mabel Canto (PSC), Cantora Mara Lima (PSC), Luciana Rafagnin (PT), Michele Caputo (PSDB) e Luiz Cláudio Romanelli (PSB), quer evitar que jovens paranaenses abandonem a escola durante o período menstrual.

É o que destaca Rose Traiano, mulher do presidente do Legislativo, deputado Ademar Traiano (PSDB), e uma das coordenadoras do grupo Ações Solidárias da Assembleia, formado por deputadas e esposas de parlamentares. “Esta é uma iniciativa de extrema importância da Procuradoria da Mulher e da Assembleia Legislativa. O absorvente é um item de higiene básica. Estudos apontam que uma a cada quatro meninas já faltaram às aulas por falta de absorventes. Temos de nos unir para levar mais dignidade para estas jovens”, frisou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Uenp confirma retorno às aulas presenciais

As aulas presenciais na Uenp serão retomadas regularmente no próximo 7 de fevereiro, seguindo decisão dos conselhos superiores da universidade. A reitoria adiantou que a medida é válida para todos os cursos de graduação e pós-graduação nos três campi: Jacarezinho, Cornélio Procópio e Bandeirantes.

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) lembra que é importante a adoção de todas as medidas sanitárias no combate à propagação da pandemia. “Os estudantes de todos os níveis de ensino devem ficar atentos à programação do curso e aos protocolos de biossegurança para evitar a proliferação da variante ômicron, que tem maior poder de transmissão”, alerta.

A reitora Fátima Padoan disse que a Uenp vai desenvolver atividades remotas de orientação pedagógica e sanitária para a comunidade universitária entre os dias 2 e 4 de fevereiro, para que os estudantes se preparem para o retorno presencial.

Em 2021, a Uenp já havia retomado as atividades presenciais dos cursos da área da Saúde, nos campi de Jacarezinho e Bandeirantes. Portanto, para os alunos deste segmento, as aulas presenciais recomeçam regularmente a partir do dia 2 de fevereiro.

Zé Boni pode ser o candidato de Bolsonaro ao senado no Paraná

José Maria Boni, 43 anos, é natural de Loanda (PR). Foi eleito vereador mais jovem do Brasil em Santa Cruz de Monte Castelo, no noroeste do Paraná, aos 18 anos, em 1996. Exerceu quatro mandatos consecutivos na Câmara da cidade. No governo do Paraná, atuou na Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) durante seis anos e na Casa Civil. O último cargo público que ocupou foi na Corregedoria da Assembleia Legislativa.