ACP destaca 25 anos de atuação da Uninter

A ACP (Associação Comercial do Paraná) destacou nesta quarta-feira, 8, os 25 anos de atuação da Uninter no Paraná, Brasil e no exterior. O professor Wilson Picler, presidente da universidade, recebeu a homenagem em nome da instituição de ensino.

O presidente da ACP, Camilo Tumina, destacou o pioneirismo da Uninter no ensino a distância (EaD) no Brasil, hoje uma das grandes referências na área. Odone Fortes Martins, vice da ACP, destacou a trajetória vitoriosa de Picler, que soube unir tecnologia e equipes de primeira linha para construir uma instituição de ensino de prestígio e alcance nacional.

No começo do mês de dezembro, a ACP divulgou pesquisa realizada em parceria com a Uninter e instituto Data Veritas que mediu a tendência do comércio no natal, a expectativa do setor para 2022 e a preferência do consumidor em Curitiba e região metropolitana.

Wilson Picler agradeceu a homenagem e lembrou que a Uninter tem nota máxima do MEC em EaD. O centro universitário está na lista das mil maiores empresas brasileiras do ranking Valor 1000 e entre as dez maiores instituições de ensino superior do Brasil.

Qualidade e inovação – A Uninter também é pioneira no lançamento de vários cursos de graduação e especialização, com foco na formação acadêmica que o mercado de trabalho necessita e procura. Isso garante aos estudantes formados altos índices de empregabilidade e aprovação em concursos públicos.

O centro universitário tem 1,6 mil funcionários, formou mais de 500 mil alunos e mais de 380 mil alunos atualmente em 400 cursos entre graduação, pós-graduação, mestrado, doutorado e extensão em  ensino presencial, EaD, semipresencial e ao vivo telepresencial. A instituição conta com 700 polos de apoio presencial de norte a sul do Brasil, além de EUA, Europa e Ásia.

Picler aponta que a Uninter tem como diferenciais a qualidade e a inovação. “Poder transformar vidas com geração de empregos e capacitação de milhões de pessoas pelo mundo é o propósito da minha existência. E por ter idealizado esse empreendimento, essa grande reunião de valores humanos, sinto-me extremamente realizado e grato por todos que confiaram e embarcaram nessa empreitada”, disse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

IFPR oferta mais de 2600 vagas para cursos superiores gratuitos

Encerra no dia 13 de janeiro o prazo de inscrições para o Processo Seletivo dos cursos superiores do IFPR. A inscrição custa R$ 50 e pode ser realizada na página do Processo Seletivo. No total, são ofertadas 2.637 vagas, distribuídas entre 20 campi do Instituto.

A seleção será realizada mediante provas presenciais no dia 06 de março de 2022.

Inscrições
As inscrições, no valor de R$ 50, podem ser realizadas até o dia 13 de janeiro, na página do Processo Seletivo.
Na hora de realizar a inscrição, é imprescindível que o candidato utilize o próprio CPF.

Cidades
Por meio deste processo seletivo, são ofertadas vagas em cursos de bacharelado, licenciatura e tecnologia nos seguintes campi do IFPR: Assis Chateaubriand, Campo Largo, Capanema, Cascavel, Colombo, Curitiba, Foz do Iguaçu, Irati, Ivaiporã, Jacarezinho, Jaguariaíva, Londrina, Palmas, Paranaguá, Paranavaí, Pinhais, Pitanga, Telêmaco Borba, Umuarama e União da Vitória.

Foto: divulgação

Investimento de R$ 5,5 milhões assegura modernização das unidades acadêmicas da Unioeste

O Governo do Estado liberou R$ 5,5 milhões para investimentos e despesas de custeio da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), no ano de 2022. Os recursos financeiros serão destinados à conservação e modernização dos câmpus da instituição de ensino superior, nas cidades de Cascavel, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Marechal Cândido Rondon e Toledo.

Desse montante, R$ 2,5 milhões serão investidos na aquisição de computadores e outros equipamentos e mobiliários, enquanto o restante, R$ 3 milhões, será destinado à manutenção das estruturas físicas e prediais das unidades acadêmicas, nas cinco cidades do oeste paranaense.

Para o reitor da Unioeste, Alexandre Webber, o apoio à educação superior é essencial no processo de desenvolvimento regional sustentável, com impacto positivo no crescimento das atividades produtivas locais. “O ensino superior desempenha papel relevante na produtividade local e na promoção de serviços. Por isso, é necessário fortalecer e ampliar as ações de ensino, pesquisa e extensão universitária”, afirma.

Entre várias iniciativas, os recursos serão aplicados na compra de equipamentos para o Hospital Universitário do Oeste do Paraná (Huop), em Cascavel, e nas obras do ambulatório do Câmpus de Francisco Beltrão e do auditório do Câmpus de Toledo. Além disso, também serão adquiridos mobiliários, equipamentos de processamento de dados e aparelhos de ar-condicionado para os cinco campi e a Reitoria.

O aporte financeiro foi viabilizado com o apoio de emendas parlamentares estaduais e órgãos como a Superintendência Geral de Ciência Tecnologia e Ensino Superior (Seti) e a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa).

ECONOMIA – O subsídio também vai custear a aquisição de aparelhos telefônicos IP, cuja tecnologia utiliza protocolos de internet, convertendo os sinais analógicos de áudio em dados digitais, que podem ser transmitidos pela rede. O objetivo é reduzir os gastos com telefonia e implementar uma solução tecnológica, inovadora e de baixo custo na Unioeste.

As informações são de AEN