95% da população adulta já recebeu ao menos uma dose contra a Covid-19 no Paraná

Mais de 8,3 milhões de paranaenses já começaram sua imunização contra a Covid-19, o equivalente a 95,28% da população adulta imunizada com ao menos uma dose (D1 ou dose única). O marco foi ultrapassado nesta sexta-feira (24), mostrando a alta adesão do Estado à campanha de vacinação. Foram alvo da campanha 8.308.620 pessoas acima de 18 anos, de um total estimado em 8.720.953 no Estado.

Ao todo, foram 12.828.782 doses aplicadas no Paraná. Destas, 7.985.790 primeiras doses, 4.499.937 segundas doses, 322.830 doses únicas e 20.225 doses de reforço – as quais começaram a ser aplicadas nessa semana em idosos e pessoas imunossuprimidas.

Além disso, quase 5 milhões de paranaenses já estão completamente imunizados, seja com a segunda dose ou dose única. O número é de 4.822.767 pessoas protegidas das formas mais graves da doença, o que corresponde a 55,3% dos maiores de 18 anos.

O secretário estadual de Saúde, Beto Preto, comemorou o avanço da vacinação dentro do prazo previsto pelo calendário estadual. “Nossa meta era vacinar 80% dos adultos paranaenses até o final de agosto, o que concluímos com duas semanas de antecedência, e chegar aos 100% em setembro. É com grande alegria que estamos nos aproximando desse objetivo. Grande parte dos municípios já concluíram a chamada por idade e, agora, estão realizando uma busca ativa pelos adultos que ainda não começaram a imunização”, informa o secretário.

D1 E DOSES ÚNICAS – Dos 8,3 milhões de imunizados, a maior parte (42,1%) recebeu primeira dose da Covishield, vacina produzida pela Fiocruz/AstraZeneca/Oxford. Outros 29,8% receberam doses da Comirnaty, da Pfizer/BioNTech, e 24,2% da CoronaVac, do Instituto Butantan/Sinovac. Os demais 3,9% receberam doses únicas da vacina da Janssen, produzida pela Johnson & Johnson.

MUNICÍPIOS – Em números absolutos, o município que mais possui cidadãos vacinados com D1 ou DU é Curitiba, com 1.422.252 doses aplicadas. A Capital é seguida por Londrina (628.380), Maringá (586.375), Cascavel (373.545), Ponta Grossa (345.564), São José dos Pinhais (318.312), Foz do Iguaçu (300.242), Colombo (246.334), Paranaguá (185.434) e Guarapuava (176.650).

ADOLESCENTES – Com o avanço da vacinação nos adultos, o Paraná deu início nesta semana na imunização de adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades com a reserva técnica. As primeiras doses do governo federal começam a chegar nesta sexta-feira, o que deve imprimir mais velocidade também nessa faixa etária.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Uenp confirma retorno às aulas presenciais

As aulas presenciais na Uenp serão retomadas regularmente no próximo 7 de fevereiro, seguindo decisão dos conselhos superiores da universidade. A reitoria adiantou que a medida é válida para todos os cursos de graduação e pós-graduação nos três campi: Jacarezinho, Cornélio Procópio e Bandeirantes.

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) lembra que é importante a adoção de todas as medidas sanitárias no combate à propagação da pandemia. “Os estudantes de todos os níveis de ensino devem ficar atentos à programação do curso e aos protocolos de biossegurança para evitar a proliferação da variante ômicron, que tem maior poder de transmissão”, alerta.

A reitora Fátima Padoan disse que a Uenp vai desenvolver atividades remotas de orientação pedagógica e sanitária para a comunidade universitária entre os dias 2 e 4 de fevereiro, para que os estudantes se preparem para o retorno presencial.

Em 2021, a Uenp já havia retomado as atividades presenciais dos cursos da área da Saúde, nos campi de Jacarezinho e Bandeirantes. Portanto, para os alunos deste segmento, as aulas presenciais recomeçam regularmente a partir do dia 2 de fevereiro.

Zé Boni pode ser o candidato de Bolsonaro ao senado no Paraná

José Maria Boni, 43 anos, é natural de Loanda (PR). Foi eleito vereador mais jovem do Brasil em Santa Cruz de Monte Castelo, no noroeste do Paraná, aos 18 anos, em 1996. Exerceu quatro mandatos consecutivos na Câmara da cidade. No governo do Paraná, atuou na Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) durante seis anos e na Casa Civil. O último cargo público que ocupou foi na Corregedoria da Assembleia Legislativa.