Arquivos

Categorias

Bancada do PSB aciona TCU para investigar desvio de verba no MEC

Bancada do PSB aciona TCU para investigar desvio de verba no MEC

PSB pediu investigação das denúncias sobre desvio de verba envolvendo o ministro da educação, Milton Ribeiro.

O PSB pediu que o TCU investigue as denúncias relativas aos escândalos de desvio de verba envolvendo o ministro da educação, Milton Ribeiro. A sigla considera que houve um sério caso de corrupção, e pede celeridade nas ações do tribunal. O deputado Aliel Machado, presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia, disse que além do problema da corrupção, o escândalo se torna ainda mais grave ao levar em consideração a fonte da propina oferecida pelo ministro. “Estamos falando de recursos públicos de uma área deficitária, em um momento em que enfrentamos problemas educacionais”, disse.

Leia também

A representação enviada ao TCU considera o escândalo “mais um capítulo que revela o agravamento da crise interna no âmbito do Ministério da Educação (MEC), que afeta a eficiência da gestão das políticas educacionais em nível nacional”.

Anúncios

O líder do partido, Bira do Pindaré (PSB-MA), e a deputada Tabata Amaral (PSB-SP) também assinam o pedido e relembram que o escândalo ocorre poucos meses após a crise que colocou em risco a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2021.

Para Aliel Machado não há dúvida de que trata-se de uma prátaica de crime de corrupção ativa e passiva por parte do ministro da Educação. “Quando um ministro fala que houve um pedido de prioridade a pastores evangélicos, e já comete ali uma improbidade administrativa, você tem em contrapartida prefeitos relatando que esses mesmos pastores estavam pedindo propina”, declarou.

Anúncios

O parlamentar afirma que é um grande erro do governo não ter exonerado Milton Ribeiro após as denúncias. “É inadmissível o ministro ainda não ter caído. Ele não podia estar hoje assinando pastas, mantendo o poder de destruir provas ou atuando em qualquer situação dentro do ministério. Foi muito grave o que aconteceu”.