Arquivos

Categorias

Prefeitura vai propor intervenções no trajeto da Perimetral Leste em Foz

Prefeitura vai propor intervenções no trajeto da Perimetral Leste em Foz Fonte: GDia

A polêmica envolvendo os acessos rodoviários à Perimetral Leste estão no radar de um grupo de técnicos da Prefeitura, que estuda desde o ano passado as intervenções necessárias no projeto. A via de aproximadamente 15 quilômetros vai ligar as aduanas da Ponte da Integração Brasil-Paraguai e da Argentina à BR-277, na saída de Foz do Iguaçu. A obra, já em execução, é custeada com recursos da Itaipu Binacional com supervisão do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR).
O grupo de trabalho é formado por técnicos das secretarias municipais de Planejamento e Obras e do Instituto de Transporte e Trânsito (Foztrans). “Estamos analisando pontualmente todo o trajeto da rodovia e as intervenções necessárias”, informou o secretário Leandro Costa (Planejamento). No semestre passado, em 2021, foram realizadas oito reuniões, disse.
“Agora estamos elaborando um relatório técnico das reuniões. Nossa intenção é concluir até final de março”, ressaltou o secretário. O material com as intervenções necessárias será encaminhado pelo grupo para validação no Concidades (Conselho das Cidades) do Governo Federal, comentou Leandro Costa.
O secretário adiantou que o trabalho está adiantado. “Temos uma proposta completa de intervenção no sistema viário que estamos preparando para ser apresentada junto do relatório técnico”, disse ele, ressaltando que prefere esperar a conclusão do relatório “e aí apresentamos”.

Contexto
A questão envolvendo os acessos à Perimetral Leste veio à tona no início do ano passado, após comerciantes e moradores do Porto Meira pedirem alternativas de entrar na via sem precisarem ir até o viaduto que está sendo construído na BR-469 (Rodovia das Cataratas), no trevo de acesso à Argentina. O pleito acabou sendo incluído no futuro traçado da rodovia.
Em setembro do ano passado o DER/PR e o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) apresentaram novos prazo e custos, além de uma série de atualizações no projeto, cujos estudos foram iniciados em março daquele ano. Os técnicos dos órgãos anunciaram que a via deve ficar pronta em meados de 2023, a um custo estimado em R$ 336 milhões.
Esta semana, uma nova polêmica veio à tona depois que moradores e comerciantes cobraram maior detalhamento dos acessos, uma vez que a rotatória na Avenida Mercosul, que permite a ligação entre Avenida Morenitas e a Rua Salto Penoni, único acesso rodoviário ao Residencial Cataratas com aproximadamente 400 habitações e 1,5 mil moradores.
Sem a estrutura rodoviária, que fica a poucos metros da aduana brasileira no acesso a Ponte Tancredo Neves, os moradores do bairro e quem chega da Argentina terão que fazer o retorno no viaduto da BR-469. O trajeto a mais tem preocupado também os comerciantes da Avenida Morenitas e do Porto Meira, uma vez que muitos argentinos fazem suas compras na região. Outras questões levantadas por moradores são com relação a ciclofaixas e passarelas para pedestres.

Anúncios

Segurança rodoviária
Em nota, o DER/PR informou que a nova rodovia perimetral, do novo viaduto com a BR-469 até a ponte Tancredo Neves, será uma rodovia dupla, ou seja com duas pistas em cada sentido e separadas por barreira física – “medida de segurança necessária, uma vez que ela irá concentrar o tráfego de caminhões entre o Brasil – Paraguai e Brasil – Argentina”. Com a alteração ela não comportará mais interseções em nível, como trevos, ressaltou o órgão.

Fonte: GDia

Anúncios