Indústria da fruta em Santo Antônio do Paraíso vai criar até dois mil empregos no Norte Pioneiro

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), o governador Ratinho Júnior (PSD) e o prefeito Devanir Martinelli (PV) participaram nesta segunda-feira, 18, da inauguração da Villa Puree, que atua na fabricação e comercialização de alimentos frutíferos. Com investimentos de R$ 5 milhões, numa primeira etapa, a indústria de Santo Antônio do Paraíso vai despolpar 300 toneladas de frutas/mês, passando em breve para 1,8 mil toneladas de fruta

“As características geográficas e climáticas do Norte Pioneiro contribuíram para que Santo Antônio do Paraíso recebesse esse grande investimento, que a médio prazo, vai gerar mais empregos em toda a região”, afirma Romanelli. A empresa, neste primeiro momento, vai criar 62 empregos – destes, 40 serão colaboradores

Segundo o deputado, os colaboradores vão atuar na Fazenda Villa Puree, responsável por parte do fornecimento das frutas para a indústria, que também firmou parceria com mais de 120 produtores locais.

Mão de obra 
 A Villa Puree é especializada na extração da polpa de frutas para ser usada na indústria alimentícia. Com a inauguração da unidade, a previsão é de que o Norte Pioneiro ganhe novo impulso na produção e cultivo de abacaxi, ameixa, goiaba, manga, maracujá, morango, pêssego e pitaia.

O purê frutífero, extraído da polpa, é matéria-prima utilizada na produção de sorvetes, sucos, geleias e chocolates, entre outros itens. Romanelli lembra que o Estado garantiu investimentos de R$ 486 mil para a compra de mudas pelos produtores e R$ 380 mil na pavimentação com pedras poliédricas de estradas rurais da região.

As lavouras de fruta da Villa Puree ocupam uma área total de 605 hectares. Segundo Romanelli, para cuidar de cada hectare é necessária a contratação de três trabalhadores. “A longo prazo, serão quase dois mil empregos criados no campo, além dos outros milhares indiretos, com a comercialização, transporte e beneficiamento da produção”, prevê.

Além de Santo Antônio do Paraíso, a estimativa é de que sejam abertas novas vagas de trabalho em Congonhinhas, Andirá, São Jerônimo da Serra, Nova Santa Bárbara, Jaboti, Pinhalão, Ribeirão do Pinhal e Jundiaí do Sul, num raio de até 150 quilômetros.

Villa Puree — Em Santo Antônio do Paraíso, a Villa Puree mantém uma área própria de produção de frutas, de 108 hectares, onde cultiva pêssego, pitaia, maracujá e goiaba. O espaço é suficiente para atender apenas 10% da demanda.

Romanelli destaca ainda a importância da diversificação da produção, o que garante maior rentabilidade ao produtor e a atração de maiores investimentos ao Norte Pioneiro. “Toda a região será beneficiada, do produtor ao consumidor, que terá a oportunidade de obter produtos de qualidade, e que garantem excelente oportunidade de geração de renda para as pequenas propriedades do Norte Pioneiro”.

O deputado disse ainda que a inauguração do empreendimento é um marco para o desenvolvimento da região. “Mais uma empresa paranaense, que vai atuar na integração regional e promover o desenvolvimento tecnológico do agronegócio, melhorando a vida no campo e promovendo a sustentabilidade”, enfatiza.

Produção — O Norte Pioneiro é polo estadual de fruticultura do Paraná, que reúne mais de 2,5 mil fruticultores. A região é a maior produtora de goiaba e morango do Paraná e aumentou também a produção de abacaxi, maracujá, uva e abacate. 

Carlópolis, com a goiaba e a lichia, e Jaboti, com o morango, são os destaques da produção regional. Mas há também produção de laranja na região de Uraí, uva em Bandeirantes e abacaxi em Cambará.

O VBP (Valor Bruto de Produção) anual é de R$ 168,8 milhões. As frutas atendem o mercado regional e abastecem as indústrias de polpas locais, chegando a consumidores de grandes centros, como São Paulo, Curitiba e Londrina.

Além do deputado Romanelli e do governador Ratinho Júnior, também participaram da inauguração os deputados Alexandre Curi (PSB) e Cobra Repórter (PSD); o chefe da Casa Civil, Guto Silva, o prefeito de Cornélio Procópio e presidente da Amunop (Associação dos Municípios do Norte do Paraná), Amin Hannouche (PSD) e lideranças políticas e empresariais da região.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Medicamento à base de Cannabis é liberado pela Anvisa; já são 11 no Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o décimo medicamento no país à base de Cannabis, nesta terça-feira (18).

O Extrato de Cannabis Sativa Ease Labs 79,14 mg/ml é obtido por meio do extrato vegetal da Cannabis sativa, planta conhecida como ‘maconha’.

A Anvisa diz que o medicamento, fabricado na Colômbia, será importado e distribuído no Brasil como produto acabado e pronto para uso.

O órgão informa que a medida foi publicada no Diário Oficial da União (D.O.U.), por meio da Resolução RE 136, de 17 de janeiro de 2022.

Segundo a agência, o remédio estará disponível sob a forma de solução em gotas para uso oral, contendo 47,5 mg/ml de canabidiol (CBD) e não mais do que 0,2% de tetrahidrocanabinol (THC) — substâncias da planta.

O medicamento será comercializado em farmácias e drogarias a partir da orientação médica por meio de receita do tipo B (de cor azul) — especial para prescrição de psicofármacos, diz a Anvisa.

Com isso, até o momento,o país dispõe 11 produtos aprovados pela Anvisa nessa categoria, de acordo Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 327/2019.

A agência reguladora reitera que, desses 11 produtos, cinco são à base de extratos de Cannabis sativa e seis de canabidiol. Confira a lista:

Canabidiol Prati-Donaduzzi (20 mg/mL; 50 mg/mL e 200 mg/mL);
Canabidiol NuNature (17,18 mg/mL);
Canabidiol NuNature (34,36 mg/mL);
Canabidiol Farmanguinhos (200 mg/mL);
Canabidiol Verdemed (50 mg/mL);
Extrato de Cannabis sativa Promediol (200 mg/mL);
Extrato de Cannabis sativa Zion Medpharma (200 mg/mL);
Canabidiol Verdemed (23,75 mg/mL);
Extrato de Cannabis sativa Alafiamed (200 mg/mL);
Extrato de Cannabis sativa Greencare (79,14 mg/mL); e
Extrato de Cannabis sativa Ease Labs (79,14 mg/mL).

CNN Brasil

Paraná registra nesta terça-feira 23.870 novos casos de covid

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta terça-feira (18) mais 23.870 casos confirmados e 21 mortes em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus. Os dados são referentes aos meses ou semanas anteriores e não representam a notificação das últimas 24 horas, que são de 16.809 casos e três óbitos.

O monitoramento da Covid-19 mostra que o Paraná soma 1.721.264 casos confirmados e 40.727 mortos pela doença.

Os casos divulgados nesta data são de janeiro (22.499) de 2022; dezembro (113), novembro (49), outubro (90), setembro (159), agosto (218), julho (66), junho (83), maio (76), abril (49), março (85), fevereiro (29) e janeiro (34) de 2021; e dezembro (83), novembro (128), outubro (28), setembro (26), agosto (26), julho (24), junho (3), maio (1) e abril (1) de 2020.

Os óbitos são de março (3), abril (4) e dezembro (2) de 2021 e janeiro (12) de 2022.

INTERNADOS – 68 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados em leitos SUS (27 em UTIs e 41 em leitos clínicos/enfermaria) e nenhum em leitos da rede particular (UTI ou leitos clínicos/enfermaria).

Há outros 856 pacientes internados, 305 em leitos de UTI e 551 em enfermarias, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.

ÓBITOS – A Sesa informa a morte de mais 21 pacientes. São sete mulheres e 14 homens, com idades que variam entre 38 e 92 anos. Os óbitos ocorreram entre 25 de março de 2021 e 18 de janeiro de 2022.

Os pacientes que foram a óbito residiam em Curitiba (6), Ponta Grossa (2), Maringá (2), Umuarama, Rosário do Ivaí, Pontal do Paraná, Pinhais, Pato Branco, Londrina, Ibiporã, Curiúva, Borrazópolis, Araucária e Almirante Tamandaré.