Arquivos

Categorias

“Indulto só beneficia marginais”, diz Ogier Buchi

"Indulto só beneficia marginais", diz Ogier Buchi O advogado Ogier Buichi (PSL) disse nesta sexta-feira, 30, que os indultos, como acontece atualmente no Brasil, só beneficiam os marginais que são liberados para cometer novos crimes na ruas. "O Brasil é o único lugar do mundo que tem indulto natalino. O País prenha de legislações que beneficiam a marginalidade", disse.

O advogado Ogier Buichi (PSL) disse nesta sexta-feira, 30, que os indultos, como acontece atualmente no Brasil, só beneficiam os marginais que são liberados para cometer novos crimes na ruas. “O Brasil é o único lugar do mundo que tem indulto natalino. O País prenha de legislações que beneficiam a marginalidade”, disse.

Ainda nesta quinta-feira, o STF estava julgando a legalidade do indulto natalino e seis dos 11 ministros votaram pela legalidade do decreto do presidente Michel Temer que afrouxou as regras para o perdão da pena de condenados por corrupção e pelos chamados crimes do colarinho branco. “Ainda bem o que presidente eleito Jair Bolsonaro disse que este será o último indulto de natal”, disse Ogier Buchi.

Anúncios

“Acabar com o indulto natalino e de outros durante o ano, é muito bom por um série de motivos. Além dos colarinhos brancos, os presos comuns saem nessa época e cometem assaltos, cometem crimes novamente, se aproveitam dessa situação e voltam as ruas e voltam a cometer crimes.”, completa.

Trabalho – O sistema prisional brasileiro, segundo o advogado, tem defeitos graves e a expectativa é de que o futuro ministro da Justiça, Sergio Moro, consiga resolvê-los. “Sei que não é tão simples, mas o sistema prisional brasileiro precisa urgente de mudanças. “As grandes queixas não é o cumprimento da pena, mas condições em que o presidiário a cumpre, superlotação, corrupção na compra da alimentação e a falta de trabalho”.

Anúncios

“Na maioria das prisões não se oferece ao preso a possibilidade de trabalhar e se sustentar. É preciso mesmo ter um homem com do porte do Sergio Moro, com a coragem que tem para esse enfrentamento”. concluiu Ogier Buchi.