Arquivos

Categorias

Concessão do Parque Nacional do Iguaçu começa a ser definida nesta quarta-feira

Concessão do Parque Nacional do Iguaçu começa a ser definida nesta quarta-feira

Com valor mínimo de R$ 83,4 milhões, concessão do Parque Nacional do Iguaçu começa nesta quarta-feira

A concessão do Parque Nacional do Iguaçu começa a ser definida nesta quarta-feira (16) com a entrega das propostas pelos interessados. No próximo dia 22, está marcado o leilão na Bolsa de Valores do Brasil, em São Paulo, quando os envelopes serão abertos e anunciado o vencedor. Após a análise e prazos de recursos, será confirmado o novo gestor do parque.

Leia também

Vence quem oferecer o maior valor de outorga, um mínimo de R$ 83,4 milhões. O contrato total é estimado em R$ 2 bilhões. O investimento é R$ 550 milhões em infraestrutura nos cinco primeiros anos da concessão. A nova concessionária terá que destinar 6% da receita do parque, ao longo dos 30 anos, em projetos de pesquisa, planos de manejo de espécies, ações de educação ambiental, iniciativas de integração com os municípios do entorno, monitoramento e divulgação.

Anúncios

Tarifas

O preço do ingresso ao parque não poderá passar de R$ 80 – os moradores dos 13 municípios do entorno pagarão 20% desse valor. Para os moradores do Mercosul, o ingresso será, no máximo, 90% do total e a concessionária terá autonomia para estabelecer preços menores. Hoje, os ingressos variam entre R$ 19 e R$ 104.

Dez leilões

O Parque Nacional do Iguaçu será referência às concessões voltadas ao setor ambiental. As licitações envolvem parques e florestas espalhadas por todo o País. Só neste ano a expectativa é realizar dez leilões até o terceiro trimestre, segundo o BNDES.

Anúncios

O BNDES calcula que haja 8,4 milhões de hectares podem ser concedidos para a iniciativa privada – isso equivale ao tamanho da Áustria. A área inclui parques e florestas naturais de estados, municípios e governo federal. Depois da concessão do parque Iguaçu, outras estão prevista para o segundo e terceiro trimestres do ano, como os três parques no Rio Grande do Sul: Caracol, Tainhas e Turvo, além do Jardim Botânico. A carteira do BNDES inclui ainda o parque Dois Irmãos, em Pernambuco; o Zoológico de Salvador, parque Sete Passagens e Conduro, na Bahia; Ibitipoca e Itacolomi, em Minas Gerais. No total, o BNDES tem 50 projetos em elaboração.