Com policiais da Força Nacional, Paraná iniciará operação de fiscalização na região de fronteira

Os 80 policiais da Força Nacional que vão reforçar o esquema estadual de fiscalização das regiões de fronteira com o Paraguai e a Argentina chegaram ao Paraná nesta quinta-feira (02). A operação ficará concentrada nos municípios de Guaíra, Icaraíma, Alto Paraíso e Foz do Iguaçu, todos na Região Oeste, com prazo inicial de 90 dias de duração, até 5 de março.

O efetivo foi recepcionado no Palácio Iguaçu pelo secretário-chefe da Casa Civil, Guto Silva, e pelo secretário de Estado da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares. Nesta sexta-feira (03) o grupo segue para Foz do Iguaçu, base da operação, dando início aos trabalhos de campo no sábado (04).

“Será um apoio muito importante para a região de fronteira. Com integração e inteligência, vamos ampliar a vigilância para combater o crime organizado e garantir paz à sociedade paranaense”, afirmou Silva. “Em nome do governador Carlos Massa Ratinho Junior, damos boas-vindas aos policiais e desejamos muito sucesso na operação”.

O suporte técnico atende a uma solicitação feita pelo Governo do Estado à União para fortalecer a fiscalização e repreensão ao tráfico de drogas e contrabando de mercadorias na região. Entre as atividades atribuídas à Força Nacional estão a fiscalização, pontos de bloqueios, patrulhamentos e abordagens com o intuito de localizar criminosos, contrabandistas, armas, drogas e outros ilícitos.

Os serviços, ressaltou Marinho, são imprescindíveis à preservação da ordem pública e da segurança das pessoas e do patrimônio dos quatro municípios da região Oeste do Paraná. Segundo ele, o pedido para fortalecer o policiamento na fronteira se baseia nos índices de aumento criminalidade nesta época do ano em razão do período de férias escolares e festejos de fim de ano.

Além disso, há como fatores adicionais para o aumento do fluxo na região o fim da cobrança de pedágio em estradas do Paraná e controle da pandemia da Covid-19 com o avanço da vacinação.

“É importante ressaltar que nesse período do ano estamos com maior fluxo de pessoas devido às compras, viagens, férias, além da Operação Verão e da abertura das cancelas dos pedágios. Por isso, pedimos o reforço”, afirmou o secretário da Segurança Pública. “Vamos trabalhar baseado em planejamento e integração. Queremos ampliar ações com foco em evitar que se faça do Paraná um corredor para o transporte de drogas e outros produtos ilícitos”.

Marinho ressaltou ainda que a operação contará com o apoio logístico da Secretaria de Estado da Segurança Pública, que disponibilizará toda a infraestrutura necessária à Força Nacional. E, se necessário, o prazo do apoio poderá ser prorrogado.

“São policiais com experiência na fiscalização da faixa de fronteira, muitos deles já atuaram inclusive no Paraná. Daremos um apoio integral no processo de fiscalização, patrulhamento e abordagem, buscando combater tudo o que há de errado”, disse o coronel Antônio Aginaldo de Oliveira, comandante da Força Nacional.

FORÇA NACIONAL NO PARANÁ – Desde 2004 a Força Nacional tem atuado em conjunto com as forças estaduais, por meio de programa de cooperação federativa entre a União, através do Ministério da Justiça e Segurança Pública, e as unidades federativas. O efetivo da organização é composto por policiais militares e civis, bombeiros militares e profissionais de perícia, mobilizados das instituições de segurança pública dos estados e do Distrito Federal.

PRESENÇAS – Participaram do evento o secretário de Estado da Educação e do Esporte, Renato Feder; o chefe da Casa Militar, Major Sérgio Vieira Benício; o delegado-geral da Polícia Civil do Paraná, Silvio Jacob Rockembach; o comandante-geral do Corpo de Bombeiros do Paraná, Coronel Manoel Vasco de Figueiredo Junior; o diretor-geral da Secretaria de Estado da Segurança Pública, João Alfredo Zampieri; o comandante da 5ª Região Militar do Exército, general de brigada Ronaldo Morais Brancalioni; o superintendente regional da Polícia Rodoviária Federal no Paraná, Antônio Paim de Abreu Júnior; a superintendente regional da Receita Federal no Paraná, Cláudia Regina Leão de Nascimento Thomaz; e os deputados estaduais Hussein Bakri (líder do Governo) e Gugu Bueno.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Matinhos passa a exigir comprovante de vacinação para entrada em espaços públicos e privados de uso coletivo

A Prefeitura de Matinhos, no litoral do Paraná, publicou um novo decreto nesta quinta-feira (13) que obriga a apresentação de comprovante de vacinação contra a Covid-19 para entrada em espaços públicos e privados de uso coletivo na cidade.

Conforme o decreto, os locais que devem seguir a nova regra são os seguintes:

  • academias de ginástica, piscinas, centros de treinamento e de condicionamento físico, e clubes sociais;
  • ginásios esportivos;
  • salões de jogos, circos, recreação infantil, centros de esporte e lazer;
  • boates, casas de espetáculos, festas e eventos em geral ou que dependam de autorização transitória;
  • locais de visitação turísticas, galerias e exposições, parques de diversões, parques temáticos, apresentações e drive-in;
  • conferências, convenções e feiras comerciais;
  • estabelecimentos de hospedagem e acomodação de qualquer espécie, as locações de imóveis por temporada e os serviços contratados por aplicativo, inclusive os de transporte;
  • bares, lanchonetes, restaurantes, refeitórios e serviços de alimentação, para a acomodação de clientes sentados nas áreas internas ou protegidas por cobertura de qualquer natureza;
  • serviços de embelezamento, estética e congêneres;
  • centros comerciais e lojas de rua, de quaisquer espécies;
  • serviços de transporte de passageiros por taxímetro ou aplicativo.

Entre as justificativas apresentadas pelo município para a mudança nas medidas restritivas, está a média de 1 mil atendimentos por dia nos pronto atendimentos da Secretaria Municipal de Saúde de Matinhos, entre os dias 23 de dezembro de 2021 e 10 de janeiro de 2022.

De acordo com o decreto, para a pessoa comprovar que está imunizada contra a Covid serão considerados válidos os seguintes documentos:

  • certificado de vacinas digital, disponível na plataforma do Sistema Único de Saúde – Conecte SUS;
  • comprovante/caderneta/cartão de vacinação em impresso em papel timbrado, emitido no momento da vacinação pela Secretaria Municipal da Saúde, institutos de pesquisa clínica, ou outras instituições governamentais nacionais ou estrangeiras.

O descumprimento das medidas previstas vai acarretar na aplicação de multa, da seguinte forma:

  • R$ 1 mil para pessoas físicas, em flagrante de descumprimento do decreto;
  • R$ 5 mil para pessoas jurídicas, em flagrante de descumprimento do decreto;
  • R$ 10 mil para pessoas jurídicas, em caso de reincidente flagrante de descumprimento do decreto.

Foto: reprodução

Onça-pintada é flagrada passeando por rodovia do Parque Nacional do Iguaçu

Onça-pintada foi flagrada em rodovia do Parque Nacional do Iguaçu — Foto: Reprodução

Uma onça-pintada foi flagrada na manhã de quarta-feira (12) passeando por uma rodovia no Parque Nacional do Iguaçu, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. O local é utilizado por funcionários do Parque e por turistas para acessar as Cataratas do Iguaçu.

O autor das imagens é o brigadista de incêndio do parque, Everson Souza da Silva Faleia. Ele explicou que passa pelo local diariamente orientando os motoristas que utilizam a via, para conscientizar sobre a proteção da fauna no local.

“Estava fazendo monitoramento da rodoviária, no projeto do setor de pesquisa, para evitar animais atropelados na rodovia. Conscientizamos os motoristas que no parque nacional precisamos proteger nossa fauna reduzindo a velocidade e dobrando a atenção.”

Especialistas do Projeto Onças do Iguaçu acreditam que essa seja a onça Indira, que nasceu no parque em 2018 e desde então vem sendo monitorada pelo projeto.

Para ver o vídeo e continuar lendo a matéria acesse G1 Globo.