Colônia de Férias começam no dia 18 de janeiro nos centros de convivência de Foz do Iguaçu

Começam no dia 18 e seguem até 28 de janeiro as colônias de férias nos seis Centros de Convivência Escola Bairro de Foz do Iguaçu. As atividades recreativas, esportivas e culturais são promovidas pela Secretaria Municipal da Educação e direcionadas a crianças de 6 a 12 anos. Serão ofertadas 150 vagas para cada local, atendendo assim 900 estudantes.

As inscrições poderão ser feitas no dia 17 de janeiro (segunda-feira), das 8h às 12h, nos próprios centros de convivência: Arnaldo Isidoro de Lima (Vila C), Clóvis Cunha Viana (Lagoa Dourada); Darci Zanatta (Morumbi); Érico Veríssimo (Jd. São Paulo); Francisco Buba (Porto Meira) e Leonel de Moura Brizola (Três Lagoas). O responsável deverá apresentar os documentos pessoais da criança para a inscrição.

Segundo o coordenador dos centros de convivência, Carlos Eduardo Rodrigues, a programação está sendo organizada para envolver os pequenos com atividades na piscina, gincanas, música e dança. “Teremos ainda jogos de tabuleiro, apresentação de fantoches, futebol, queimada e a tradicional lona com sabão, uma das brincadeiras preferidas das crianças”, disse. Todas as atividades serão monitoradas por professores de educação física da rede municipal. As crianças também receberão lanches especiais para recarregar as energias.

“Estamos muito felizes com a retomada das colônias de férias, que ficaram suspensas no ano passado em razão da pandemia. É um momento especial para as crianças que estão num período de férias, e também para as famílias, que deixam os filhos em segurança”, disse a secretária da educação, Maria Justina da Silva.

As colônias de férias acontecerão de 18 a 28 de janeiro, das 13h45 às 17h30.

PMFI

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Romanelli apoia ação do PSB em favor da vacina contra a covid

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) destacou nesta terça-feira, 25, a ação do seu partido que recorreu ao STF (Supremo Tribunal Federal) para anular a recente nota técnica do Ministério da Saúde para o uso de hidroxicloroquina contra a covid-19. O documento também desqualifica o potencial das vacinas para combater a doença.

“Está comprovado que as vacinas salvam vidas. Milhares de pessoas poderiam estar aqui entre nós hoje se a vacinação tivesse sido iniciada no tempo certo. Mas tem gênios no governo federal que não querem enxergar este fato. Chega a ser ridículo”, afirma Romanelli. “Não há evidência de que cloroquina e hidroxocloroquina tenham efeito sobre a doença”.

O PSB protocolou um pedido de liminar para a suspensão da nota técnica, sustentando que o medicamento é comprovadamente ineficaz, que a orientação do Ministério da Saúde desconsidera uma série de atos legais e infralegais e que a política de vacinação deve ser priorizada para combater a pandemia.

Investigação – O partido também pediu a suspensão dos efeitos de outras duas portarias e solicitou que o STF abra uma investigação administrativa e cível contra Hélio Angotti Neto, que assina o recente documento do Ministério da Saúde.

Na petição enviada ao Supremo, o PSB defende uma nova análise das Diretrizes Brasileiras para Tratamento Medicamentoso Ambulatorial do Paciente com Covid-19, formuladas pela Conitec (Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias), “com amparo em critérios estritamente técnicos”.

Senador Alvaro Dias é o novo Presidente do Podemos no Paraná

Senador Alvaro Dias é o novo Presidente do Podemos no Paraná, Ele foi eleito por aclamação com a presença das lideranças regionais e nacionais.

Na manhã desta terça-feira(25), em Curitiba, na presença dos Senadores Oriovisto Guimarães e Flávio Arns, da Presidente Nacional do Podemos, Deputada Renata Abreu, do Pré Candidato à Presidência da República, Sergio Moro, do Vice Presidente da Sigla no Paraná, Deltan Dallagnol, e do Secretário de Estado do Desenvolvimento Urbano, Augustinho Zucchi, do Depurado Estadual Galo, e de outras lideranças nacionais e do Paraná do Partido, Vereadores e Prefeitos, os membros executivos do Podemos no Estado do Paraná.