Arquivos

Categorias

Chico Brasileiro anuncia criação do fundo para construção do Centro Cívico de Foz

Chico Brasileiro anuncia criação do fundo para construção do Centro Cívico de Foz Com informações de GDia

O prefeito Chico Brasileiro (PSD) anunciou, nesta quarta-feira (09), a criação de um fundo para construção do futuro Centro Cívico de Foz do Iguaçu. O complexo, que vai abrigar todos órgãos e repartições da administração municipal, mais a Câmara de Vereadores, será implantado em uma área construída de 28 mil metros quadrados próxima a Delegacia da Polícia Federal. Parte dos recursos serão destinados do programa de venda de imóveis da Prefeitura.
As articulações para a liberação da área do futuro centro cívico, junto à Secretaria do Patrimônio da União (SPU), estão bem avançadas, adiantou Chico Brasileiro. “Provavelmente no próximo ano já conseguiremos avançar com a construção”, disse o prefeito. Para a construção da estrutura, o orçamento estimado é de aproximadamente R$ 60 milhões, segundo o secretário municipal de Obras, Cesar Furlan.
O espaço onde será construído o centro cívico tem 133 mil metros quadrados na BR-277, próximo também das avenidas Paraná e José Maria de Brito. Na região já estão instalados os prédios do Fórum Estadual da Justiça, Receita Federal, Delegacia da Polícia Civil, Polícia Federal,  Instituto Nacional de Seguridade Social e a Justiça do Trabalho.
Chico Brasileiro anunciou a criação do fundo durante o lançamento do “Feirão de Imóveis”, um programa de venda de áreas do Município. O ato contou com representantes da Associação Comercial e Industrial (Acifi), Associação de Arquitetos, Agrônomos e Engenheiros e imprensa. Participaram ainda os secretários Nilton Bobato (Administração) e Leandro Teixeira Costa (Planejamento e Captação de Recursos) e o presidente da Câmara, vereador Ney Patrício.

Imóveis
O Feirão de Imóveis vai desburocratizar a venda de áreas da Prefeitura e trará inúmeros benefícios no desenvolvimento da cidade, disse o prefeito. “Com a medida, conseguiremos vender terrenos que só trazem ônus para o município, por não ter utilidade pública, e viabilizar a construção do Centro Cívico da cidade com os recursos oriundos das transações”, ressaltou.

Anúncios

Nesse primeiro lote, foram colocadas à venda 35 áreas do município. Ainda nesta semana, será disponibilizado um link com a relação dos imóveis no portal da prefeitura. “Pretendemos arrecadar R$ 20 milhões neste primeiro momento e em médio prazo, R$ 50 milhões, que é aproximadamente o montante necessário para construção do Centro Cívico”, acrescentou Chico Brasileiro.
As propostas foram bem recebidas por representantes do setor imobiliário. “Achei maravilhosa, moro há 26 anos em Foz e desconhecia que a prefeitura tinha mais de dois mil imóveis”, disse Cássia Regina Piotto, do núcleo de imobiliárias da Acifi. “O projeto do Centro Cívico também é muito bem-vindo para a sociedade. Vamos replicar em todas as imobiliárias as áreas à venda e com certeza, vai ser benéfico para todos”, adiantou.

Ônus
Os imóveis colocados à venda representam ônus para a Prefeitura e estão desocupados, sem cumprir a função social. Muitos deles são pequenos para comportar obra pública e outros representam empecilhos para o desenvolvimento da cidade, como é o caso da área onde está situado o Pátio de Máquinas da prefeitura, na Vila Portes.
“Com a venda daquele espaço, vamos otimizar a utilização do mobiliário urbano já que temos a usina de asfalto que hoje concentra todo o maquinário pesado do Município, ou seja, além de gerar receita, vamos economizar com manutenção do espaço e gerar desenvolvimento para uma área que pode se tornar comercial”, comentou o prefeito.

Anúncios

Com informações de GDia