Câmara Municipal aprova orçamento de R$ 1,3 bilhão para Foz do Iguaçu em 2022

A Câmara Municipal de Foz do Iguaçu realizou sessão extraordinária neste domingo (19) para discutir a nova redação ao projeto de lei que trata do orçamento municipal para 2022 (PL nº 160/2021). No texto, constam as 187 emendas ao Projeto de Lei, aprovadas na sexta-feira (17). O orçamento total previsto é de R$ 1.378.559.356,00 bilhão, sendo a maior fatia para a área da saúde.

Os vereadores remanejaram recursos para atender demandas da população. Neste ano, cada parlamentar pode remanejar R$ 895.035,19 considerando que metade desse montante deve ser destinada obrigatoriamente para área da saúde. A matéria foi aprovada já em dois turnos e segue para sanção do prefeito Chico Brasileiro (PSD).

As emendas impositivas, recursos que são destinados e têm execução obrigatória, vão atender: reforço estrutural de escolas; CMEIs e unidades básicas de saúde; trabalho de entidades com projetos sociais; construção e ampliação de espaços esportivos nos bairros; entidades de produtores rurais e pequenos agricultores; contratação de serviço especializado para tratamento de sequelas da covid; criação da Central de Libras; atendimento na área da saúde mental; serviços de diagnóstico e prevenção ao câncer de mama; manutenção e capacitação em hotelaria e turismo; centro de atenção psicossocial infantil; questões relacionadas aos animais, como compra de ração, aquisição de coleira de leishmaniose; restaurante popular; contribuição para mostras, feiras e atividades culturais.

Foto: Câmara Municipal de Foz do Iguaçu

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Romanelli apoia ação do PSB em favor da vacina contra a covid

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) destacou nesta terça-feira, 25, a ação do seu partido que recorreu ao STF (Supremo Tribunal Federal) para anular a recente nota técnica do Ministério da Saúde para o uso de hidroxicloroquina contra a covid-19. O documento também desqualifica o potencial das vacinas para combater a doença.

“Está comprovado que as vacinas salvam vidas. Milhares de pessoas poderiam estar aqui entre nós hoje se a vacinação tivesse sido iniciada no tempo certo. Mas tem gênios no governo federal que não querem enxergar este fato. Chega a ser ridículo”, afirma Romanelli. “Não há evidência de que cloroquina e hidroxocloroquina tenham efeito sobre a doença”.

O PSB protocolou um pedido de liminar para a suspensão da nota técnica, sustentando que o medicamento é comprovadamente ineficaz, que a orientação do Ministério da Saúde desconsidera uma série de atos legais e infralegais e que a política de vacinação deve ser priorizada para combater a pandemia.

Investigação – O partido também pediu a suspensão dos efeitos de outras duas portarias e solicitou que o STF abra uma investigação administrativa e cível contra Hélio Angotti Neto, que assina o recente documento do Ministério da Saúde.

Na petição enviada ao Supremo, o PSB defende uma nova análise das Diretrizes Brasileiras para Tratamento Medicamentoso Ambulatorial do Paciente com Covid-19, formuladas pela Conitec (Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias), “com amparo em critérios estritamente técnicos”.

Senador Alvaro Dias é o novo Presidente do Podemos no Paraná

Senador Alvaro Dias é o novo Presidente do Podemos no Paraná, Ele foi eleito por aclamação com a presença das lideranças regionais e nacionais.

Na manhã desta terça-feira(25), em Curitiba, na presença dos Senadores Oriovisto Guimarães e Flávio Arns, da Presidente Nacional do Podemos, Deputada Renata Abreu, do Pré Candidato à Presidência da República, Sergio Moro, do Vice Presidente da Sigla no Paraná, Deltan Dallagnol, e do Secretário de Estado do Desenvolvimento Urbano, Augustinho Zucchi, do Depurado Estadual Galo, e de outras lideranças nacionais e do Paraná do Partido, Vereadores e Prefeitos, os membros executivos do Podemos no Estado do Paraná.